Conecte-se conosco

Economia

Banco Central abrirá mais um prazo valores a receber

Depois que a primeira fase acabou, o Sistema Valores a Receber alterou alguns pontos. Confira a matéria para saber mais!

Publicado

em

Em 2022, o Banco Central fez o anúncio do lançamento do Sistema Valores a Receber (SVR). Através do serviço, a população pode consultar se possui algum valor esquecido em alguma instituição financeira.

Veja também:  Servidores do Banco Central entram em greve e Valores a Receber é adiado

O Banco Central estima que há aproximadamente R$ 8 bilhões em valores esquecidos. Ainda assim, na primeira etapa, foram devolvidos cerca de R$ 4 bilhões. O dinheiro a receber pode ser quantia originária de:

• Contas-correntes ou de poupança encerradas, com saldo disponível;
• Tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente. Isso desde que a devolução esteja prevista em Termo de Compromisso assinado pelo banco com o Banco Central;
• Cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito;
• Valores não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados.

A segunda fase do serviço tinha previsão para 2 de maio. Entretanto, os servidores do Banco Central entraram em greve e a etapa foi adiada.

Dinheiro esquecido já possui data para ser consultado?

Até o momento, o Banco Central não fez nenhum anúncio sobre novas datas para a próxima consulta dos valores esquecidos.

O Banco Central argumenta que a suspensão acontece, pois seria adotada melhorias para os brasileiros que querem fazer a verificação do dinheiro esquecido nessa segunda etapa.

“Em breve, o Banco Central divulgará: a data de reabertura do sistema para novas consultas e resgate dos saldos existentes; e informações sobre valores de falecidos”, afirma o Banco Central.

“Enquanto isso, estamos trabalhando em melhorias do SVR e na inclusão de novos valores”, complementa.

Quais são as novas regras do Sistema Valores a Receber

Depois que a primeira fase acabou, o Sistema Valores a Receber alterou alguns pontos, confira:

• Não será é mais preciso agendar. Sendo assim, aqueles que quiserem poderão solicitar o resgate do dinheiro no momento da primeira consulta;

• O sistema vai contar com novas informações passadas pelas instituições financeiras. Isto é, aqueles que não possuíam valores a receber na primeira etapa deverão consultar o sistema mais uma vez.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS