Conecte-se conosco

Economia

Juros do crédito rotativo do cartão podem chegar a 800% no Brasil

Segundo dados do Banco Central (BC), vimos que em 2021 a busca pelo crédito rotativo do cartão foi a maior dentro de 10 anos.

Publicado

em

Aproximadamente, cerca de 88,5% das famílias brasileiras que possuem dívidas estão com contas pendentes no Cartão de Crédito, de acordo com a última Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, divulgada pela CNC (Confederação Nacional de Bens, Serviços e Turismo).

Leia mais: Conheça as diversas funcionalidades do cartão de crédito, sendo uma delas a de ganhar dinheiro

Mesmo partindo como um vilão na história, o cartão de crédito continua sendo um dos meios de pagamentos mais utilizados no Brasil. Conforme o levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e Sebrae no ano de 2021, as formas de pagamento mais utilizadas são as seguintes:

• Dinheiro (71%);
• PIX (70%);
• Cartão de débito (66%);
• Cartão de crédito (57%).

Agora, o principal motivo que tem causado cancelamento do cartão de crédito das pessoas é a falta de pagamento da fatura por um período de tempo muito longo. Nesses casos, o consumidor recebe uma notificação e se não pagar a dívida todos os valores relacionados a isso são somados.

Para poder pagar a dívida, o cliente necessita negociar o endividamento com serviços de proteção ao crédito, como por exemplo o Serasa e o Portal Limpa Nome. Além do mais, os bancos como Nubank, C6, Credicard e Banco Inter, possuem a política de cancelamento automático de cartões de crédito que não estão sendo utilizados quando o CPF do cliente está negativado ou tem suspeita de fraude.

Se você deixar de pagar a fatura do cartão de crédito, o rotativo é acionado, onde as taxas anuais são bem superiores a 300% e podem chegar a mais de 800%, de acordo com a Agência Brasileira de Defesa do Consumidor (PROTESTE). Por outro lado, em outros países esse valor gira em torno de 3%.

Segundo dados do Banco Central (BC), vimos que em 2021 a busca pelo crédito rotativo do cartão foi a maior dentro de 10 anos. O crédito concedido chegou em torno de R$ 224,7 bilhões no ano passado, o que representa em torno de médias mensais, cerca de R$ 18,7 bilhões. Já no ano de 2020 as liberações de cartões de crédito para pessoa física tiveram em sua totalidade R$ 182,7 bilhões em valores liberados, o que dá uma média de R$ 15,2 bilhões por mês.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS