Conecte-se conosco

Carreira

Pessoas estão deixando suas carreiras para viver de programação

São muitas as histórias de pessoas que trocaram carreiras consolidadas pelo mercado de programação. Confira!

Publicado

em

A área de programação está bombando no Brasil, inclusive, hoje é uma das ocupações mais bem pagas, o que faz muitas pessoas largarem suas carreiras antigas para se aventurar na tecnologia.

Leia mais: LinkedIn pagará 9 milhões a mulheres que recebiam menos que homens

Não foi bem o caso de Josiane Santiago, que não escolheu trocar seu emprego pela programação, mas após ficar desempregada aos 52 anos, decidiu que programar poderia ser a saída para seu sustento.

Mas antes disso ela tentou vender marmita, pois não encontrava um emprego que pagasse algo parecido com o salário que recebia quando era fisioterapeuta.

Assim, ela resolveu seguir o caminho de seus irmãos, que trabalham com TI, e foi fazer um curso de programação na Reprograma, que oferece cursos gratuitos para mulheres de baixa renda.

“Não foi fácil, eu era uma usuária básica, usava o computador para mandar um e-mail, fazer um texto no Word… Nunca tinha codado uma linha. Várias vezes saí da sala para chorar porque não estava entendendo nada. Era a mais velha. Mas fiz o meu projetinho de conclusão, me formei e deu bom”, diz ela sobre sua trajetória.

Josiane logo conseguiu seu primeiro emprego como analista de sistemas júnior, e continuou estudando. Ela cursou web full-stack no Santander Coders.

Em 2020 ela conseguiu outra oportunidade, quando a EducAfro ofereceu consultoria para 1.200 candidatos, selecionando 20 para trabalhar na CI&T, que é uma empresa de soluções digitais. Entre os 20 selecionados, estava Josiane.

Ela diz que se sente muito feliz com a nova carreira, mas que a carreira anterior não foi esquecida. Segundo Josiane, “tudo o que você aprendeu na sua vida vai te ajudar na sua transição de carreira“.

Já Luana Tenguan, descobriu sua vocação ao criar um “site feio” para sua loja de bordados. Com 21 anos e cursando o último ano de gestão comercial, ela decidiu que programar é a ocupação que quer para sua vida.

“Durante a faculdade, eu comecei a fazer bordados e criei um site para facilitar a venda. Mas pense em um site feio. Depois que conheci o HTML e o CSS, meus olhos brilharam e eu pensei ‘é isso que eu quero fazer'”, explica a jovem.

A área escolhida pela estudante é a de desenvolvimento web, que é uma ótima escolha para quem está começando no setor da tecnologia. E ela ainda diz que o que a motiva a seguir na área, é a possibilidade de ajudar as pessoas com seus conhecimentos.

Luana já tem um emprego em vista, já que participou de um processo seletivo. A seleção foi feita em um curso na escola Digital House, que em parceria com a Porto Seguro, treinou futuros programadores, e no final organizou uma entrevista com eles, onde muitos passaram e foram contratados.

São muitas as histórias de pessoas que trocaram carreiras consolidadas pelo mercado de programação, que vem pagando muito bem e crescendo demais no país, com muitas vagas oferecidas e áreas de atuação.

Para quem pensa em se aventurar na área, é importante estudar o mercado e ver onde melhor irá se encaixar. Além disso, cursos profissionalizantes são essenciais para um bom entendimento da tecnologia e a conquista de uma boa vaga de emprego.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS