Conecte-se conosco

Economia

Preço da gasolina deve ultrapassar R$ 8; Veja o que dizem os especialistas

Previsão é de que isso aconteça até o fim do ano. Um dos motivos está relacionado com a alta do barril de petróleo, vendido a US$ 80.

Publicado

em

Com a subida do barril de petróleo pela sexta vez consecutiva, ficando acima dos US$ 80 (cerca de R$ 433), especialistas acreditam que o preço da gasolina ultrapasse os R$ 8. A previsão é de que isso aconteça até o fim do ano.

Leia mais: Valor médio da revisão do FGTS é de R$ 10 mil; Veja onde calcular

Na opinião do economista Ricardo Paixão, o governo federal não deve mais insistir na narrativa de que a culpa da alta nos combustíveis é dos governadores e do ICMS. Segundo ele, falta atuação do executivo sobre a Petrobras.

“A estatal acumula lucros e poderia dividir o ônus e não repassar o valor integral ao consumidor final. É preciso que haja uma revisão nessa questão. Vai chegar a mais de R$ 8 até o fim do ano desse jeito”, disse Ricardo.

O economista Marcelo Loyola Fraga acredita ser “inevitável” a gasolina chegar aos R$ 8. Para ele, as recentes declarações do presidente Jair Bolsonaro indicam para uma piora da situação. A fala em questão é a que o presidente afirma que nada está tão ruim que não possa piorar.

“Isso passa uma péssima imagem para investidores, agentes econômicos e para a população. Não à toa, o dólar subiu após essa fala dele. Colocou-se um general na Petrobras (Joaquim Silva e Luna, que preside a estatal) que não resolveu nada. Ou o governo interfere, ou os preços seguirão aumentando para satisfazer os acionistas da Petrobras”, afirmou Marcelo.

Aumento nos preço dos combustíveis

A Petrobras declarou na última segunda-feira que é responsável por apenas R$ 2 na composição de preços da gasolina. A estatal também enfatizou que tudo aquilo que excede esse valor deixa de ser sua responsabilidade, indicando que a alta nos preços é uma questão a ser resolvida pelo governo federal.

Por outro lado, o Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, declarou que o aumento no preço dos combustíveis é uma problema mundial. Segundo ele, a pandemia está controlada, porém a produção de petróleo caiu durante o período da crise sanitária. Foram essas variáveis que fizeram o preço do barril subir de forma absurda em tão pouco tempo.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS