Conecte-se conosco

Economia

Abono salarial em dobro em 2022? Entenda como isso pode ocorrer

Liberação do abono salarial PIS/Pasep do ano-base 2020 foi adiada para o próximo ano, o que pode gerar pagamento dobrado.

Publicado

em

PIS/PASEP

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), que administra os recursos do abono salarial PIS/Pasep, decidiu adiar os pagamentos previstos para este ano. Em 2021, os cidadãos que atuaram de carteira assinada no ano ano-base 2020 teriam direito a receber o benefício.

Leia mais: Auxílio emergencial: Calendário da 5ª, 6ª e 7ª parcela já foi divulgado?

O pagamento estava previsto para ocorrer entre julho de 2021 e junho de 2022. Entretanto, por conta do agravamento da situação econômica do país em decorrência da pandemia, ficou decido pelo adiamento do depósito desses valores.

Quem tem direito?

Para receber o abono salarial, o trabalhador precisa cumprir os seguintes requisitos:

  • Estar inscrito no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos;
  • Ter trabalhado com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano-base;
  • Ter recebido, em média, até dois salários mínimos por mês;
  • Estar com os dados informados corretamente pelo empregador ao RAIS do Governo Federal.

Abono dobrado em 2022

Ficou determinado que o PIS/Pasep do ano-base 2020 será pago em 2022, ainda no primeiro semestre. Com isso, o próximo ano deve contar com a liberação de dois abonos salariais, já que os pagamentos dos valores referentes ao ano-base 2021 também estão previstos.

Embora uma decisão do Codefat imponha que os próximos depósitos do benefício ocorram sempre no primeiro semestre de cada ano, a expectativa é de que o abono salarial referente a este ano será pago na segunda metade de 2022. Sendo assim, o PIS/Pasep ano-base 2020 sairia até julho, enquanto o do ano-base 2021 seria liberado a partir de agosto.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS