Conecte-se conosco

Economia

Auxílio Emergencial: novo projeto pode liberar 8ª parcela

O governo federal pode pagar a 8ª parcela do Auxílio Emergencial. Saiba se você tem direito e quando deve ser pago.

Publicado

em

Auxílio Emergencial

O governo federal enviou um projeto de lei ao Congresso Nacional. A tentativa é levantar recursos e custear o pagamento de mais uma parcela do benefício social do Auxílio Emergencial.

Leia mais: Auxílio emergencial: Descubra se você terá que devolver o dinheiro

O pedido do governo é de R$ 2,8 bilhões para viabilizar o pagamento da 8ª parcela do Auxílio Emergencial. O projeto depende de aprovação do Congresso Nacional e pode encontrar barreiras, principalmente por conta de discussões já em andamento.

8ª parcela do Auxílio Emergencial

O pedido do governo chega no mesmo momento em que o Congresso ainda discute a PEC dos Precatórios, para levantar recursos para o Auxílio Brasil. Ou seja, como o programa já deu início aos pagamentos, a prioridade é garantir o Auxílio Brasil, a princípio.

O Auxílio Emergencial foi pago até 31 de outubro. Desde então muitas famílias estão desassistidas, já que nem todos foram contemplados pelo Auxílio Brasil, que começou a ser pago no dia 17 de novembro. Dessa forma, mais de 22 milhões de brasileiros deixaram de receber benefício do governo.Apesar do pedido do presidente Jair Bolsonaro, a

aprovação do orçamento ainda depende de muitos aspectos. Só depois disso é possível o pagamento da 8ª parcela do benefício do Auxílio Emergencial.

Ou seja, ainda não se sabe se o pagamento pode ser feito ainda em 2021, apesar do pedido do governo. Assim como nas parcelas anteriores, o pagamento deve ser feito por meio do aplicativo Caixa Tem.

A princípio, a previsão do governo federal era pagar apenas cinco parcelas do Auxílio Emergencial. Porém, com a duração da pandemia e os impactos econômicos, foram pagas mais duas parcelas. Ou seja, se o projeto de lei for aprovado, o próximo pagamento vai ser referente à 8ª parcela.

Os beneficiários do antigo programa Bolsa Família serão automaticamente migrados para o Auxílio Brasil, mas podem continuar utilizando o mesmo cartão e senha para o saque do benefício.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS