Conecte-se conosco

Agronegócio

Bardana: conheça os benefícios dessa planta medicinal e saiba como realizar o plantio em casa!

Embora seja uma espécie menos conhecida, você pode cultivar bardana diretamente em seu quintal seguindo alguns passos.

Publicado

em

Nativa da Europa e da Ásia, a espécie possui diversas denominações, como bardana-maior, carrapicho-de-carneiro, erva-dos-pegamassos, gobô, orelha-de-gigante. 

Esta planta possui caules robustos e altos que dependendo da variedade, podem ser verdes ou roxos. Embora seja uma espécie menos conhecida, você pode cultivar bardana diretamente em seu quintal seguindo os passos instruídos. 

Ao cultivar a bardana, além de obter um belo cultivo em seu quintal, você também poderá desfrutar de suas propriedades medicinais. Suas raízes e folhas contêm substâncias que se acredita serem desintoxicantes, diuréticas, antissépticas e anti-inflamatórias. Então, hoje vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre o cultivo dessa espécie medicinal super interessante. Confira!

Plantio e principais cuidados 

Época recomendada para plantio

Deve-se levar em consideração alguns cuidados necessários para realizar o plantio da bardana e garantir que ela cresça de maneira saudável. Primeiro, as épocas mais recomendadas para o plantio são a primavera e o outono. Além disso, a temperatura deve ser mais amena, entre 10 e 25°C, porém, em temperaturas extremamente frias, os brotos podem morrer, deixando apenas as raízes. 

Solo e irrigação

Além disso, a bardana deve ser cultivada em sombra parcial e a irrigação deve ser manejada de modo que o solo permaneça úmido, mas não encharcado. O solo, por sua vez, deve ser leve, profundo, bem drenado e rico em matéria orgânica, tornando-o ideal para investir em adubos orgânicos como húmus de minhoca, farinha de osso ou torta de mamona. Além disso, para um bom desenvolvimento da espécie, o pH do solo deve estar entre 6,6 e 7,5, com correção da acidez sempre que necessário. 

A semeadura da bardana é melhor feita diretamente em um local definido, pois esta espécie não é boa em transplante. Dessa forma, as sementes podem ser colocadas na superfície do solo e cobertas com apenas uma camada de terra peneirada ou serragem. Além disso, o espaçamento médio entre cada semente deve ser de 15 cm, principalmente se o plano for colher as raízes precocemente. Para outros usos, a distância média entre cada planta pode ser de 60 cm.   

Colheita 

As raízes de bardana são então colhidas dentro de 10 semanas após o plantio. Você também pode optar por deixar a espécie crescer no solo por um longo período de tempo. No entanto, as raízes plantadas por mais de um ano podem assumir uma aparência fibrosa, tornando-as atraentes ao paladar. Além disso, é melhor não deixar as plantas florescerem, pois elas podem se tornar uma espécie invasora, então é indicado podá-las regularmente.

Agora que você sabe como plantar e cultivar bardanas, que tal iniciar seu próprio cultivo em casa?

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS