Conecte-se conosco

Economia

Caixa Tem terá programa de microcrédito de até R$ 3 mil, diz Pedro Guimarães

Valores dos empréstimos vão variar entre R$ 500 e R$ 3 mil e o prazo para pagar de 18 a 24 meses. Saiba mais sobre a novidade!

Publicado

em

Empréstimo Caixa Tem

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou nesta segunda-feira, 2, durante entrevista no programa Sem Censura da TV Brasil, que a estatal dará início a um grande programa de microcrédito pelo aplicativo Caixa Tem em breve.

Leia mais: Aprovados no auxílio emergencial podem perder parcela a partir de 6 de agosto; Entenda

Segundo o executivo, a ideia é disponibilizar um empréstimo pré-aprovado com valores entre R$ 500 e R$ 3 mil e prazo para pagar de 18 a 24 meses. Além disso, Guimarães destacou que, no programa de microcrédito, as pessoas terão mais transparência em relação ao valor dos acordos e o que elas vão pagar durante todo o empréstimo.

“Isso é muito importante, porque a maioria das pessoas não consegue fazer o cálculo de juros compostos. O importante  [para a pessoa] é quanto eu vou pagar por mês e se isso cabe no orçamento dela, então esse programa nós já vamos lançar quando for realizar o Bolsa Família. [Quanto ao novo] Bolsa Família, a Caixa Econômica e eu estamos envolvidos na parte operacional, quem realmente está fazendo essa discussão é o Ministério da Cidadania com o Ministério da Economia”, declarou Guimarães.

A nova linha de crédito do Caixa Tem chegará para 30 milhões de pessoas, com foco na população desbancarizada, incluindo inscritos no Bolsa Família. O objetivo é anunciar o serviço em setembro e lançá-lo assim que os pagamentos do auxílio emergencial chegarem ao fim.

Presidente da Caixa - Pedro Guimarães

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, durante cerimônia alusiva à marca de 100 milhões de poupanças sociais digitais Caixa.

Guimarães também falou acerca de outros, como expansão da Caixa, financiamento imobiliário, empréstimo para micro e pequenas empresas e o auxílio emergencial. Para o executivo, o maior desafio enfrentado na sua gestão à frente da estatal foi o de deixar claro que o banco ainda é da “matemática” ao passo que busca se tornar cada vez mais social.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS