Conecte-se conosco

Bancos

Campos Neto fala sobre Pix

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, falou um pouco sobre a implementação do Pix. Confira aqui!

Publicado

em

Os brasileiros fizeram a adesão do Pix desde a época do seu lançamento de forma bem rápida, diga-se de passagem. Nesse sentido, vale ressaltar que o Pix foi desenvolvido com a penas 4 milhões de dólares, conforme apontam os dados.

Veja também: Pix vem ganhando espaço no e-commerce; entenda

De fato, o valor citado pelo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, na segunda-feira, dia 6 de junho de 2022, em um evento que abordava a temática das criptomoedas.

As pessoas me falam: como o Brasil pode ter dinheiro para fazer o Pix? Sabe quanto custou o Pix? 4 milhões de dólares. Você pode fazer boas coisas com pouco dinheiro se tiver planejamento“, disse. Hoje me dia, conta com aproximadamente 119,4 milhões de pessoas físicas cadastradas, além de 9,28 milhões de empresas.

Desse modo, no dia 6 de maio de 2022, o Pix bateu um novo recorde de transações em um única dia, com aproximadamente 73,198 milhões de operações, dessa forma, superando com folga a marca anterior, de 63,504 milhões de transferências no dia 7 de abril.

No Valor’s Crypto Summit Rio 2022, promovido pelo Valor Capital Group, Campos Neto salientou que muitas novidades relacionadas a plataforma Pix irão aparecer nos próximos três anos que estão por vir.

Além disso, na última semana, o presidente do Banco Central do Brasil destacou que a autoridade monetária visa responsabilizar bancos que possuam contas laranjas abertas para criminosos em nome de terceiros para poderem efetuar fraudes que envolvem a plataforma.

Por conseguinte, Campos Neto ainda relatou que “a forma que iremos fazer é que os bancos serão capazes de monetizar seus depósitos emitindo ‘stablecoins’ (moedas digitais atreladas a ativos reais). Essas ‘stablecoins’ poderão ser convertidas para a CBDC emitida pelo Banco Central“.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS