Conecte-se conosco

Agronegócio

China anuncia que irá promover plantio de soja e milho em consórcio

Autoridades querem aumentar produções em mais de 1 milhão de hectares

Publicado

em

O Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais da China informou que o país promoverá um consórcio de soja com milho em mais de 1 milhão de hectares neste ano. O objetivo é aumentar a produção da oleaginosa sem reduzir a do cereal.

No fim do ano passado, autoridades chinesas informaram que o aumento da produção da oleaginosa era prioridade política. O País é considerado o maior importador de soja do mundo.

Em um comunicado, a pasta anunciou que o plantio será composto em “tiras”, de forma que o cultivo de soja e milho seja feito em fileiras lado a lado, em 1 milhão de hectares de terra. Dessa forma, será possível proporcionar “basicamente nenhuma diminuição na produção de milho” e ainda acrescentar uma temporada extra da oleaginosa.

Inicialmente, a área plantada de soja havia sido estimada em 8,4 milhões de hectares na safra 2021/22, mesmo com a queda de 16% na produção em relação à temporada anterior. Já o milho, cultivado em 43 milhões de hectares, tornou-se uma das culturas mais lucrativas para os produtores chineses.

A prática de plantio em consórcio tem sido executada na China há anos e beneficia a saúde do solo e melhora dos nutrientes nas culturas.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS