Conecte-se conosco

Finanças

Como cobrar com o Pix no Nubank? Confira o passo a passo

Muitas pessoas já estão utilizando o serviço de pagamento instantâneo, mas ainda existem muitas dúvidas. Confira aqui o passo a passo para usar a plataforma.

Publicado

em

PIX Nubank

O Pix, novidade do Banco Central, já está fazendo sucesso entre os clientes do Nubank. Com a facilidade de realizar transferências e pagamentos, o serviço é prático e simples. Porém, algumas pessoas ainda estão com dificuldade de efetuar os procedimentos. Nessa matéria, você vai descobrir como fazer pagamentos com o Pix do Nubank. 

Mesmo que o serviço já esteja usual, muitas pessoas ainda desconhecem o significado do Pix. O novo sistema é uma forma de realizar pagamentos e transferências instantâneas 24 horas, em menos de 10 segundos, até nos finais de semana e feriados. Além de todas essas vantagens, o Pix é gratuito. 

Mas afinal, como registrar as chaves Pix no Nubank? O primeiro passo é escolher uma informação, pode ser seu e-mail, CPF, número do celular ou alguma combinação aleatória, para registrar como chave do Pix na conta do Nubank. 

Para registrar, siga o passo a passo:

  • No seu app do Nubank, clique na opção “Pix” e escolha “Acessar minha área Pix”; 
  • Vá em “Minhas Chaves” e depois “Registrar chave”; 
  • Escolha as chaves que você deseja registrar, e pronto, você já cadastrou sua chave. 

Como pagar e cobrar com o Pix no Nubank?

Para realizar um pagamento, basta você ir até um estabelecimento que já possui o QR Code.

Para fazer uma cobrança, entre no Pix e clique em “Cobrar”, depois disso, escolha o valor que deseja receber e qual chave deseja compartilhar, criando o QR Code. Por fim, é só mostrar o QR Code ou copiar o link para a cobrança. 

Publicidade
Comentários

Finanças

Posso contratar empréstimo online mesmo com score de crédito baixo?

Pontuação do score se divide em três níveis, baixo, médio e alto. Ela é termômetro para aprovação ou não em liberação de crédito,

Publicado

em

Empréstimo online

O empréstimo é uma excelente alternativa frente a uma situação de emergência ou aperto financeiro. Porém, a aprovação do crédito não é tão simples, sendo avaliados critérios como renda, histórico de pagamentos e score de crédito. Ainda assim, existem algumas instituições financeiras que liberam capital até mesmo para quem possui o score baixo.

O score é como um termômetro financeiro, demonstrando se a pessoa é ou não boa pagadora. A partir de sua pontuação, que vai de 0 a 1 mil, é possível considerar se há risco ao disponibilizar o dinheiro. O score de crédito se divide em três níveis: baixo (0 a 300 pontos), médio (300 a 700 pontos) e alto (700 a 1 mil pontos).

Dessa forma, quanto maior a nota, menor é a chance de inadimplência. Por isso, muitas instituições financeiras optam por não aprovar empréstimo para quem possui score baixo.

Entretanto, é possível fazer empréstimo online com score baixo. Não há uma lei que impeça ao banco de liberar o crédito, mas pode ocorrer de oferecer valores reduzidos e com maiores taxas de juros. Também, existem linhas que exigem algum bem como garantia, permitindo com que a instituição financeira se assegure ao emprestar o dinheiro.

No entanto, algumas ações podem ajudar para que a pontuação do score aumente, sendo a principal delas manter as contas em dia. Com um bom relacionamento e colocando as finanças em dia, melhores condições e tarifas podem ser oferecidas ao contratar linhas de crédito.

Continue lendo

Finanças

Empréstimo Caixa Tem já está disponível? Veja condições para contratação

Empréstimo será de até R$ 2 mil, com taxa de juros será mais acessível em comparação à outras opções disponíveis no mercado, variando entre 1,5% e 2,5% ao mês.

Publicado

em

Caixa Tem

Com o sucesso do aplicativo Caixa Tem, criado para realizar os repasses do auxílio emergencial, a Caixa Econômica Federal decidiu manter a plataforma, adicionando novas funcionalidades para torná-la um banco digital mais completo.

Assim, o presidente da instituição, Pedro Guimarães, anunciou que seria criada uma linha de crédito para contemplar os trabalhadores de baixa renda após o fim dos depósitos do benefício. O empréstimo pelo Caixa Tem não foi liberado até o momento, mas a expectativa é que o crédito esteja disponível em breve no aplicativo.

Segundo o banco, a taxa de juros será mais acessível em comparação à outras opções disponíveis no mercado, variando entre 1,5% e 2,5% ao mês. O valor máximo do empréstimo, que visa oferecer recursos para a recuperação financeira dos beneficiários do auxílio emergencial, será de até R$ 2 mil. A princípio, o valor limite seria de R$ 1 mil.

No total, a Caixa deve liberar cerca de R$ 10 bilhões para a nova linha de crédito. A contratação será sem burocracia e totalmente digital, de forma prática e segura, por meio do aplicativo Caixa Tem. O banco também deve oferecer linhas de microcrédito de menor valor e outros produtos, como cartões de crédito e títulos de capitalização, por exemplo.

Uma das iniciativas para ampliar o Caixa Tem foi a implantação do Seguro Apoio Família, que está disponível desde outubro de 2020. O seguro tem cobertura para funeral em caso de morte por qualquer causa, inclusive por Covid-19. Já para mortes acidentais, o seguro oferece ainda cesta básica para os familiares por três meses e um auxílio no valor de R$ 2 mil. Os segurados ainda concorrem a prêmios de R$ 20 mil por mês.

Continue lendo

Finanças

Empréstimo BNDES para MEI libera até R$ 20 mil em 2021

Participação do BNDES é de até 100% em empréstimos para MEIs, porém dinheiro é liberado por instituições financeiras parceiras.

Publicado

em

BNDES

Com o intuito de auxiliar na manutenção do emprego e criar novas oportunidades de trabalho, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tem oferecido linhas de empréstimo e financiamentos para os empreendedores. Um exemplo é o empréstimo BNDES para microempreendedores individuais (MEIs).

Pertencente ao microcrédito, o empréstimo BNDES para MEI dispõe de recursos 100% financiados pelo banco. Porém, esses são liberados pelas instituições financeiras autorizadas a comercializar as linhas de crédito.

O seu público-alvo são empresas de pequeno porte (EPP), empresas de pequeno porte (EPP) e MEI. Todos devem ter formalização de atividade junto à Receita Federal e receita bruta anual igual ou inferior a R$ 360 mil.

O empréstimo BNDES para MEI possui algumas regras que devem ser cumpridas pelas instituições que disponibilizam o crédito. São elas: Não exigir garantias reais; a participação do BNDES deve ser de até 100% do crédito financiado; a Taxa de Abertura do Crédito (TAC) não pode ultrapassar 3% do valor financiado; e os juros negociados entre agente operador e cliente não excederão o percentual de 4% ao mês.

O crédito contratado deverá ser usado como capital de giro e investimentos em obras, máquinas, equipamentos, materiais e insumos. A lista com as instituições financeiras parceiras do BNDES pode ser acessada no site do banco. E a aprovação ou não do empréstimo dependerá da análise feita pelo agente operador.

 

Continue lendo

MAIS ACESSADAS