Conecte-se conosco

Criptomoedas

Conheça 5 moedas digitais que se destacaram mais que o Bitcoin

Esses criptos apresentaram uma grande valorização em 2021

Publicado

em

Imposto de Renda 2021: Como declarar criptomoedas sem erros?

O segmento de moedas digitais, ou criptoativos, avança a passos largos e ninguém sabe ao certo no que se transformará no futuro.

Para se ter ideia da força do ativo, a China testa sua própria moeda digital para encerrar a circulação de papel moeda quando atingir o momento.

Já o Bitcoin é um cripto negociado no mundo todo e, talvez, o mais conhecido. Entretanto, existem outros que valorizaram tanto ou mais que ele.

O Ethereum (ETH, 379,31%), por exemplo, é a segunda principal criptomoeda do mercado, cujo valor disparou no início deste ano. O ativo foi criado pelo programador russo-canadense Vitalik Buterin em 22015.

Já o Polkadot (DOT, 383,40%) apresentou a quarta maior alta do mundo cripto. Ela foi criada em 2017.

Conheça 5 moedas digitais que se destacaram mais que o Bitcoin

Moedas digitais

Tem também o XRP (XRP, 591,12%), que é a única criptomoeda centralizada do mercado. Ela foi criada pela Ripple Labs, empresa de tecnologia e soluções de pagamento, e o objetivo é propor um sistema de pagamento internacional.

Na sequência de valorização aparece o Cardano (ADA, 758,69%), que foi criada para substituir a ethereum, missão não cumprida, mas isso não significa que ela ficou para trás, pois seu crescimento mostra a força que alcançou desde que veio ao mundo.

Por fim, a que mais valorizou em 2021 foi a Binance Coin (BNB, 1.575,36%), criada para integrar o sistema da Binance, uma bolsa global de criptomoedas que fornece uma plataforma para a negociação de mais de 100 moedas criptográficas.

Conceito

Uma criptomoeda, ou cibermoeda, é um meio de troca, podendo ser centralizado ou descentralizado que se utiliza da tecnologia de blockchain e da criptografia para assegurar a validade das transações e a criação de novas unidades da moeda.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Criptomoedas

Amazon nega rumores e afirma que não aceitará bitcoin como meio de pagamento

Preço da criptomoeda subiu 13% após anúncio de entrada da companhia no mercado de dinheiro eletrônico.

Publicado

em

O jornal londrino City A.M anunciou recentemente que a Amazon tem planos de aceitar o uso de bitcoin para pagamentos até o final deste ano. A informação, divulgada por uma fonte anônima e familiarizada com o tema, fez com que o preço da criptomoeda disparasse 13% nesta segunda-feira, 26.

Segundo a fonte, o bitcoin será a primeira de oito criptomoedas que a Amazon passará a aceitar. Algumas outras seriam a Ethereum, Cardano e “Bitcoin Cash”. A reportagem do City A.M informa ainda que os planos de aceitar criptomoedas como pagamento estão em andamento desde de 2019, mas que somente agora a companhia decidiu investir em análises mais profundas sobre este mercado.

Leia mais: Valor do bitcoin dispara, passa de 10% e supera US$ 38.000

Outro rumor diz que a Amazon também estaria planejando lançar, atrelado ao pagamento de moedas digitais, seu próprio sistema de recompensas, semelhante ao que acontece atualmente no cashback. No entanto, a fonte não deu mais detalhes de como isso deverá ser feito.

Bastou as previsões de entrada da multinacional de tecnologia no mercado de criptomoedas para fazer o preço do bitcoin subir 13% na manhã desta segunda-feira, quando a reportagem do jornal City A.M foi divulgada. Trata-se do maior valor alcançado pelo dinheiro eletrônico nas últimas semanas, que atingiu US$ 39.143.

Amazon nega previsões

Depois de os rumores aquecerem o mercado de criptomoedas e causar euforia no mercado financeiro, a gigante varejista emitiu um comunicado na manhã desta terça-feira, 27, informando que as previsões divulgadas nos últimos dias não são verdadeiras.

“Apesar de nosso interesse no assunto, as especulações que surgiram em torno de nossos planos específicos para criptomoedas não são verdadeiras”, disse um porta-voz da empresa. Segundo ele, no momento, a empresa está “inspirada pela inovação que está acontecendo no espaço das criptomoedas e está explorando como isso poderia ser na Amazon”.

Mesmo com a declaração da varejista, a maior moeda digital do mundo se mantém próxima da marca de US$ 38 mil. O valor está 10% acima dos cerca de US$ 34.500 que operava até a noite de domingo, momento no qual teve início o rali.

Continue lendo

Criptomoedas

Valor do bitcoin dispara, passa de 10% e supera US$ 38.000

Depois de meses de pouco aumento, criptomoeda surfa na onda de diversas notícias positivas dos últimos dias.

Publicado

em

O valor do bitcoin atingiu níveis inéditos em um mês. Nesta segunda-feira, 26, às 6h10 (horário de Brasília), a criptomoeda ganhava 11% nos US$ 38.289. O momento é propício, sobretudo após gigantes da tecnologia demonstrarem novo interesse pelo dinheiro eletrônico.

Elon Musk, cofundador e CEO da Tesla, declarou que o grupo poderá aceitar mais uma vez criptomoeda como forma de pagamento. A gigante Amazon também analisa utilizar as tecnologias do setor, como apontam informações da imprensa especializada.

Leia mais: Musk volta atrás e diz que provavelmente aceitará bitcoin como pagamento!

Até o momento, não há razão fundamental para explicar o motivo desse crescimento. Isso porque, há seis dias atrás, o bitcoin estava sendo negociado abaixo de US$ 30 mil. Porém, durante a sessão asiática, ele teve um saldo de cerca de 15%, atingindo US$ 39.681. O valor é o mais alto desde a metade do mês de junho.

Depois de meses de pouco aumento, o bitcoin surfa na onda de diversas notícias positivas dos últimos dias. Na semana passada, por exemplo, Elon Musk declarou que sua empresa espacial SpaceX tem bitcoins, assim como já acontece com a Tesla.

Continue lendo

Criptomoedas

Musk volta atrás e diz que provavelmente aceitará bitcoin como pagamento!

[…] Definitivamente, não acredito em aumentar o preço e vender. […] Gostaria de ver o Bitcoin ter sucesso”, disse musk.”

Publicado

em

Ele está de volta! Elon Musk, CEO da Tesla, divulgou na plataforma twitter que a empresa de carros elétricos provavelmente irá aceitar novamente como meio de pagamento a criptomoeda, após interromper essa opção em maio desse ano.

Com essa nova declaração, o preço do bitcoin chegou a ultrapassar a marca de US $ 30.000.

Em 13 de junho, Musk disse que a empresa traria de volta a opção de comprar carros Tesla com Bitcoin quando o uso de energia limpa por mineradores de criptomoedas se aproximasse de 50%.

Ele ainda não definiu um prazo para a volta deste meio de pagamento, porém Musk se mostra altamente otimista com com a criptomoeda, revelando até mesmo que possuía a Ethereum e Dogecoin.

Continue lendo

MAIS ACESSADAS