Conecte-se conosco

Economia

Do barril para os postos: Como o preço da gasolina chegou a R$ 7?

Veja como as cotações do preço do barril, alta no dólar e carga tributária complexa influenciam nos preços dos combustíveis, cuja alta chega a 40%.

Publicado

em

Os motoristas são surpreendidos constantemente com os preços dos combustíveis, que não param de subir. A gasolina e o diesel, por exemplo, tiveram alta de 40% nos últimos 12 meses. Enquanto neste mês o preço médio da gasolina chegou a R$ 6,07, em algumas regiões custando R$ 7, o diesel alcançou R$ 4,97.

Leia mais: Auxílio Brasil pode ser lançado em breve com parcelas de R$ 300

Basicamente, a composição dos preços dos combustíveis leva em consideração as seguintes variáveis: o custo do barril de petróleo, os impostos, a mistura de biocombutíveis (o biodiesel no diesel e o etanol na gasolina), além, claro, das margens de lucro das distribuidoras, dos postos e da Petrobras.

Mas qual o maior vilão dos preços que o condutor encontra nas bombas dos postos de gasolina?

No caso dos impostos, o peso maior no aumento nos preços da gasolina e do diesel está relacionado à complexa carga tributária do Brasil, que acaba gerando um efeito cascata.

O ICMS, por exemplo, aplicado pelos governadores de cada estado, funciona por meio de um sistema conhecido como “substituição tributária”, cujo todo o tributo devido ao longo da cadeira produtiva é obtido logo no início do percurso, neste caso, nas refinarias. É por este motivo que os estados estabelecem seus preços de referência para o recolhimento do imposto.

Além disso, cada estado realiza seus próprios estudos para estabelecer o chamado Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF), que recebe atualização a cada 15 dias. Por meio desta tabela o ICMS é definido. Ou seja, quando o preço das bombas sobem, O PMPF também é elevado, bem como a base da arrecadação.

E onde fica a Petrobras?

A estatal declara que mantém sua política de ajuste de preços conforme aquilo que é praticado no mercado internacional. Segunda ela, isso evita que a companhia acumule prejuízos ao longo do tempo.

Com a subida do petróleo no mercado internacional nos últimos meses, que ainda sofre com o efeito da pandemia, houve um desajuste entre a oferta e a demanda pelo consumo. Para se ter uma ideia, a cotação do barril chegou a ultrapassar US$ 80 pela primeira vez há três anos.

Apesar de ser autossuficiente quando o assunto é extração de petróleo, o Brasil, por outro lado, apenas exporta o insumo bruto e importa o óleo já refinado. É por este motivo que os preços dos combustíveis do país ainda são um reflexo do mercado internacional. Além da alta do dólar, o valor também é impactado diante das incertezas políticas e fiscais que o governo demonstra para o mercado financeiro.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

Antecipação do saque-aniversário pode chegar a R$ 6 mil em 2021

Adiantamento se dá por meio de empréstimo bancário, cujas taxas de juros variam de acordo com as instituições; veja algumas delas a seguir.

Publicado

em

Trabalhadores que aderiram à sistemática do saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) podem antecipar parcelas a receber e garantir recursos de até R$ 6 mil de uma única vez. O adiantamento feito por bancos acontece por meio de empréstimo bancário.

Leia mais: Liberado novo auxílio emergencial de R$ 600. Quem tem direito?

Pela modalidade do saque-aniversário do FGTS, o trabalhador retira anualmente uma parte dos valores contidos nas contas do fundo. Porém, para quem escolheu essa modalidade, é possível adiantar até cinco saques sem precisar aguardar as liberações de cada ano.

Para solicitar o empréstimo, o beneficiário deve possuir a mesma quantia no saldo das contas do fundo. Isso porque os recursos serão usados como garantia de pagamento pelo banco credor. Esse é um dos motivos que permitem que a antecipação seja liberada também para negativados.

Vantagens em antecipar o saque-aniversário

  • O trabalhador não fica devendo o banco, visto que todas as parcelas serão pagas automaticamente utilizando o saldo do FGTS;
  • A taxa de juros cobrada é inferior à média cobrada pelos empréstimos atuais;
  • Por ter o saldo do FGTS como garantia, muitas instituições liberam os recursos para quem está com o nome sujo.

Desvantagens em antecipar o saque-aniversário

  • Por se tratar de uma antecipação por meio de empréstimo, taxas de juros serão cobradas, mesmo que baixas;
  • O trabalhador não receberá as parcelas do saque-aniversário enquanto o empréstimo não estiver quitado;
  • O trabalhador que adere ao saque-aniversário (independentemente de escolher a antecipação ou não) perde o direito ao saque rescisão do FGTS em caso de demissão sem justa causa. Somente a multa de 40% em caso de desligamento involuntário é mantida.

Bancos que oferecem antecipação do FGTS

Confira a seguir a lista de instituições que disponibilizam o acesso antecipado do benefício em forma de empréstimo pessoal:

  • Banco PAN: permite antecipar até cinco saques-aniversário, com valor mínimo da antecipação em R$ 500. A taxa de juros cobrada é de 1,99% ao mês.
  • Banco BMG: possibilita antecipar até cinco saques com custo efetivo total de 2,10% ao mês ou 28,8% ao ano. Dinheiro é liberado em até dois dias.
  • Banco do Brasil: permite antecipar até três saques, com valores a partir de R$ 1 mil. A taxa de juros é de 0,99% ao mês e o custo efetivo total a partir de 16,54% ao ano.
  • Caixa Econômica Federal: possibilita antecipar até três saques com valor mínimo do empréstimo de R$ 2 mil. A taxa de juros é de 1,09% ao mês. A estatal não divulgou o custo efetivo total da operação.

Continue lendo

Economia

Liberado novo auxílio emergencial de R$ 600. Quem tem direito?

Programa estadual libera auxílio no valor de R$ 600 para milhares de famílias em situação de vulnerabilidade.

Publicado

em

Famílias em situação de vulnerabilidade que moram no estado de Minas Gerais já começaram a receber o auxílio emergencial estadual no valor de R$ 600. O programa recebeu investimentos na casa dos R$ 650 milhões para atender milhares de mineiros cadastrados no CadÚnico.

Leia mais: Salário de professor deve ficar isento do Imposto de Renda; Entenda

Não será necessário realizar nenhum cadastro, já que os pagamentos serão automáticos. Para ser contemplado, o cidadão precisa ter estado inscrito no CadÚnico até o dia 22 de maio de 2021.

“Sabemos como a pandemia afetou diversos setores produtivos, prejudicando negócios e gerando perda de renda e desemprego. Desde o início da pandemia, foi nossa preocupação tomarmos medidas paliativas”, disse o governador de Minas Gerais, Romeu Zema.

A medida faz parte dos esforços do governo para apoiar a população durante a pandemia da Covid-19, especialmente agora, com a proximidade do fim do auxílio emergencial nacional. O estado está no segundo lugar da lista de maiores geradores de emprego do país.

Calendário do auxílio estadual de R$ 600

Os pagamentos serão feitos em duas etapas, sendo a primeira liberação para mães solo e famílias que não recebem nenhum tipo de benefício social. Em seguida, o dinheiro será depositado para os beneficiários do Bolsa Família.

Veja os calendários do programa:

  • Grupos prioritários
Mês de aniversário do responsável Data de pagamento
Janeiro e Fevereiro 14 de outubro
Março e Abril 15 de outubro
Maio e Junho 18 de outubro
Julho e Agosto 19 de outubro
Setembro e Outubro 20 de outubro
Novembro e Dezembro 21 de outubro
  • Inscritos no Bolsa Família
Mês de aniversário do responsável Data de pagamento
Janeiro e Fevereiro 22 de outubro
Março e Abril 25 de outubro
Maio e Junho 26 de outubro
Julho e Agosto 27 de outubro
Setembro e Outubro 28 de outubro
Novembro e Dezembro 29 de outubro

Continue lendo

Economia

Novo esquema na praça: Saiba tudo sobre o golpe que parece agendamento de Pix

Cibercriminosos utilizam recurso de agendamento de Pix para roubar dinheiro das vítimas. Entenda como funciona.

Publicado

em

Um novo golpe criado por cibercriminosos utiliza como isca o agendamento de Pix. Desde que o sistema se pagamento do Banco Central foi criado, em novembro do ano passado, mais esquemas envolvendo mensagens fraudulentas (ou “phishing”) surgem a cada dia.

Leia mais: Na ponta do lápis: Quanto rende uma aplicação de R$ 200 por mês no Tesouro Direto?

Segundo a empresa tecnológica Kaspersky, mais de 18 milhões de tentativas deste tipo de ataque foram bloqueadas no Brasil só em 2021. Mais de 80% delas traziam mensagens fraudulentas envolvendo o nome de instituições financeiras.

Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky, acredita que o Pix atrai cibercriminosos “por causa da sua aderência, facilidade de uso e rapidez de transferência”. O sistema permite transferências instantâneas a qualquer hora do dia.

Como funciona o golpe

Desde 1º de setembro, é possível agendar um Pix. O usuário escolhe uma data para a transação e o valor fica retido pela sua instituição financeira, mas não aparece no extrato do recebedor. O beneficiário da transferência só é avisado da operação na data marcada, quando o dinheiro cai na conta.

“Identificamos a criação de diversos sites falsos utilizando o cadastro de chaves antes mesmo do Pix começar a valer. Os ataques mais comuns focados no sistema são os phishing. As pessoas recebem links fraudulentos por e-mail ou SMS informando descontos caso o pagamento seja realizado pela modalidade”, explica Assolini.

Ao clicar nesses links, a vítima compartilha dados pessoas importantes, liberando até mesmo o acesso ao seu celular.

Como evitar golpes com o Pix?

Para evitar esse tipo de golpe, o especialista sugere a “separação entre o smartphone de uso diário e smartphone com contas bancárias”. De acordo com ele, isso “impede que um criminoso tenha acesso aos dados bancários em caso de roubo ou perda do celular”.

“Além disso, ter uma boa solução de segurança evita que o celular seja infectado por trojans bancários e seja comprometido remotamente por cibercriminosos”, acrescenta.

Outra solução é apagar dados pessoais do aparelho em caso de perda ou roubo, além desconfiar sempre de mensagens contendo links suspeitos.

“Sempre acessar os canais oficiais das empresas para confirmar se são reais. E antes de clicar em um link, verifique o endereço para onde será redirecionado e o remetente, para garantir que são genuínos. Além da atenção ao remetente, se não tiver certeza de que a mensagem é real e segura, não coloque informações pessoais ou realize pagamentos”, completa Assolini.

Continue lendo

MAIS ACESSADAS