Conecte-se conosco

Empresas

Embraer entrega 34 aeronaves entre abril e junho e divulga relatório periódico mensal

Formulário de Informações Periódicas

Publicado

em

A Embraer entregou 34 aeronaves entre abril e junho e divulgou seu relatório periódico mensal, conforme comunicado encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, a carteira de pedidos firmes sobe 12%, para US$ 15,9 bilhões, e das 34 aeronaves, 14 foram comerciais e 20 executivas (12 leves e 8 grandes).

Também disse que no mesmo intervalo de tempo a carteira de pedidos firmes, chamada de backlog, subiu 12% ante o primeiro trimestre, alcançando o valor de US$ 15,9 bilhões.

Ainda no primeiro semestre, a fabricante de aeronaves acumula 56 entregas, das quais 23 para aviação comercial e 33 para a executiva (22 jatos leves e 11 grandes).

Na última terça-feira (20), ação da Embraer (EMBR3) fechou em alta de 5,90%, negociada a R$ 18,32.

Prejuízo na EMBR3

Embraer

Ainda de acordo com o relatório, o prêmio emitido em maio foi de R$ 585,9 milhões, queda de 26,1% em relação a maio de 2020, sendo R$ 388,2 milhões no Brasil e R$ 197,7 milhões no exterior.

O prêmio emitido no Brasil cresceu 33,0% em relação a maio de 2020, sendo compensado pela redução de 60,6% no exterior.

Já nos cinco primeiros meses de 2021, o prêmio emitido de R$ 3.302,3 milhões apresentou redução de 7,8%, em relação ao mesmo período de 2020, sendo R$ 1.797,3 milhões no Brasil (+19,2%) e R$ 1.505,0 milhões no exterior (-27,5%).

A redução dos prêmios com origem no exterior está em linha com a estratégia de re-underwriting amplamente divulgada pela companhia.

Prêmio Ganho de R$ 498,1 milhões, uma redução de 9,0% em relação a maio de 2020. Já nos cinco primeiros meses de 2021, o prêmio ganho foi de R$ 2.520,2 milhões, um decréscimo de 3,2% em relação ao mesmo período de 2020.

A redução observada tem a mesma origem comentada no parágrafo anterior, ou seja, a estratégia de re-underwriting.

Índice de sinistralidade de 73,2% em maio de 2021, uma melhora em comparação ao índice de sinistralidade de 126,7% registrado em maio de 2020.

A despesa de sinistro em maio de 2021 foi de R$364,4 milhões, 47,4% inferior em relação a maio de 2020 (R$693,0 milhões). Nos cinco primeiros meses de 2021, o índice de sinistralidade foi de 75,1%, equivalente a uma despesa de sinistro de R$1.892,4 milhões.

Já nos cinco primeiros meses de 2020, o índice de sinistralidade foi de 96,1% ou R$ 2.501,2 milhões.

Resultado antes dos Impostos de R$ 10,8 milhões, uma melhora em relação a maio de 2020, que apresentou resultado negativo de R$ 327,9 milhões. Já nos cinco primeiros meses de 2021, o resultado antes dos impostos foi positivo em R$ 21,9 milhões, comparado a um resultado negativo de R$500,0 milhões no mesmo período de 2020.

Resultado líquido positivo de R$ 7,5 milhões ante um prejuízo líquido em maio de 2020 de R$202,1 milhões.

Nos cinco primeiros meses de 2021, o lucro líquido foi de R$9,4 milhões ante um prejuízo líquido no mesmo período de 2020 de R$ 337,2 milhões.

“Ao excluirmos o efeito dos negócios descontinuados (run-off) e dos eventos não recorrentes (one-offs), o lucro líquido em maio de 2021 seria de R$ 51,4 milhões. Já nos cinco primeiros meses de 2021 a companhia teria um lucro líquido de R$ 92,9 milhões neste mesmo conceito”, informou.

E acrescentou: “importante salientar que a natureza de nossa atividade está sujeita a sazonalidades mensais e que, portanto, as informações mensais não devem ser consideradas para projeções de resultados dos próximos meses.”

A Embraer está listada na bolsa brasileira (B3) sob o ticker EMBR3.

Veja o documento:

Embraer entrega 34 aeronaves entre abril e junho e divulga relatório periódico mensal

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.