Conecte-se conosco

Ações, Units e ETF's

Ibovespa recua com mau humor externo

Avanço da Covid-19, falta de acordo sobre o novo pacote de estímulo e dados de seguro de desemprego nos EUA reduzem apetite

Publicado

em

Avanço de casos da Covid-19, falta de acordo sobre o novo pacote de estímulo à economia e, para completar o mau humor, dados de seguro de desemprego acima do esperado nos Estados Unidos. O resultado – bolsas em queda. O Ibovespa encerrou com declínio de 019%, aos 99.143 pontos. Ao longo do dia, variou entre a mínima de 97.778 pontos e a máxima de 99.485 pontos. O giro financeiro somou R$ 20,4 milhões.

Até ontem, com o cenário um pouco menos preocupante, os investidores domésticos estavam otimistas de que a Bolsa pudesse atingir o patamar de 100 mil pontos ainda essa semana. O principal índice da B3 até que tentou avançar hoje, mas a disparada de casos de coronavírus na Europa, juntamente com a informação de que vários países estão adotando restrições de circulação, impediram a Bolsa de alcançar o patamar desejado.

Para ajudar, o novo pacote de estímulo aos Estados Unidos parece estar mais enroscado do que o Renda Cidadã, aqui. Além disso, o aumento nos pedidos de seguro desemprego acima do esperado acabou com o pouco de otimismo que restava hoje.

De acordo com o Departamento de Trabalho dos EUA, os novos pedidos de seguro desemprego subiram para 898.000 na semana passada, reforçando o fraco ritmo de crescimento da economia norte-americana. Na semana anterior, os pedidos somaram 845.000.

Por aqui, o Banco Central divulgou o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), que também contribuiu para reduzir o apetite dos investidores. O índice, que é o sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), cresceu 1,06% em agosto ante julho, de acordo com dado dessazonalizado, ficando abaixo das expectativas do mercado.

Do lado corporativo, o Itaú lançou ontem o ÍON, aplicativo de investimentos, que só estará disponível em novembro. Para o analista da Guide Investimentos Luis Sales, a decisão é positiva, pois a instituição já possui uma ampla base de clientes e grande escala, o que permite entrar com força no mercado. “O Itaú já vinha atuando na frente desde 2017, quando passou a oferecer produtos de outras instituições, além da aquisição de participação na XP Investimentos. Mas agora, entra com seu próprio aplicativo dedicado ao assunto”, avalia.  O papel do Itaú terminou com o pregão com queda de 0,55%.

A Klabin informou a conclusão da aquisição das fábricas de embalagens da International Paper (IP), após o aval do Conselho de Administração. As ações fecharam com alta de 1,23%.

A agência de classificação de risco Standart & Poor’s (S&P) elevou o rating da Natura de BB- para BB. A agência destaca a quantia levantada de R$ 5,6 bilhões pela empresa com a recente oferta subsequente de ações, da qual grande parte será destinada para reduzir a dívida da Avon Products. O papel terminou com valorização de 0,97%.

Em Nova York, o Dow Jones encerrou com leve queda de 0,07% aos 28.494 pontos e o Nasdaq com recuo de 0,47%, aos 11.713 pontos.

Continue lendo
Publicidade
Comentários