Conecte-se conosco

Empresas

Mesmo durante crise, mercado de franquias se mostrou em crescimento

Atualmente no Brasil existem mais de 150 mil unidades de franquias, de diversas marcas e setores. Saiba mais!

Publicado

em

Para quem tem interesse em ter seu próprio negócio, as franquias sempre são uma boa opção, porém sempre com o questionamento de qual escolher para saber a mais rentável. Afinal de contas, os negócios de sucessos que não se abalaram com as crises que vivenciamos tem merecido a confiança das pessoas que buscam por novas formas de empreender.

Veja também: CEO da Camelo Digital fala sobre planos de negócio nas redes sociais

Contudo, quem busca se tornar o franqueado de alguma empresa, precisa ter em mente que a busca por empresas sólidas no mercado e marcas que já foram testadas, é o que se deve analisar no momento da escolha para adentrar no mercado do empreendedorismo no Brasil.

É necessário buscar por negócios estáveis e interessante aos olhos das pessoas, levando em consideração a rentabilidade. Vale lembrar que, mesmo em tempos de crise, o setor de franquias se manteve em crescimento, o que é um bom sinal para poder entrar nesse ramo do empreendedorismo, já que pode vir a ser muito bom para quem tem interesse em ganhar dinheiro com marcas que já atuam no mercado.

O modelo ideal de franquia não é um trabalho um tanto quanto fácil de se escolher, mas devemos levar em consideração a região onde irá atuar e o capital inicial. Por isso, antes de entrar nesse mercado das franquias, mesmo que o setor esteja em alta, busque por conhecimento na área de administração e gestão, assim você terá vantagem e poderá começar um passo a frente do que a maioria dos aventureiros do ramo.

Atualmente, no Brasil, existem mais de 150 mil unidades de franquias, mas como são de diversas marcas e setores, é bastante fácil encontrar variadas oportunidades, sendo assim mais fácil começar como franqueado.

Por fim, é importante destacar que franquia é um dos investimentos mais seguros a se fazer no Brasil, pois apenas 5% das unidades fecham antes de completar 2 anos no mercado.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS