Conecte-se conosco

Economia

Nova geração de bancos digitais agora foca em pessoas jurídicas

Fintechs como Cora, Linker e Stark Bank miram em MEIs, pequenas e médias empresas.

Publicado

em

Conta digital

As fintechs popularizaram a ideia de se ter uma conta digital. Empresas como o Nubank e Neon conquistaram o gosto dos clientes, que passaram a controlar suas finanças pela tela do celular, sem ter de sair de casa. Na mesma perspectiva, outras startups objetivam levar a facilidade dos bancos digitais para as pessoas jurídicas.

Criadas há no máximo três anos, essas novas instituições financeiras investem em serviços customizados para cada segmento de empresas. O intuito é migrar alguns clientes dos bancos tradicionais e ser contemplado como o banco onde os empreendedores abrirão a primeira conta digital.

Os bancos digitais estão de olho nos exemplos do exterior e na inovação do mercado para pessoa física. Um caso internacional conhecido é a Brex, “o banco das startups”, fundado por dois brasileiros no Vale do Silício. O cenário local também contribui, com regulamentações do Banco Central (BC) que impulsionam a competitividade e inovação, como o Pix (novo sistema de pagamentos e transferências instantâneas do BC) e open banking.

No rol das novas empresas, existem as experientes no mercado financeiro, como o Linker, fundado por dois ex-colaboradores da Neon, Daniel Benevides e Ingrid Barth, e um ex-colaborador do Itaú, David Mourão. A instituição de pagamentos mira as pequenas e médias empresas, que, segundo os executivos, são negligenciadas pelos bancos.

Outra fintech que dispõe de veteranos é a Cora, cujos cofundadores, Igor Senra e Leonardo Mendes, conceberam o sistema de pagamentos Moip. De acordo com Senra, o objetivo é contemplar as empresas categorizadas como Simples, com faturamento máximo de R$ 4,8 milhões.

Por outro lado, a Stark Bank busca atender grandes empresas que necessitam fazer muitas transações ao mesmo tempo. A atividade atraiu clientes conhecidos, como Buser, Loft e Rappi. “Para os clientes que são de tecnologia, nós trabalhamos com APIs e ligamos com o time de tecnologias deles; para quem não é, fazemos até planilha do Excel integrada com as operações de pagamento”, diz o fundador e CEO, Rafael Stark.

A nova geração de empresas compete com bancos digitais que já contemplam pessoas físicas, além dos bancos robustos. Por exemplo, o Nubank possui 400 mil clientes na conta de pessoas jurídicas, que engloba donos de pequenos empreendimentos, microempreendedores individuais (MEIs) e autônomos. A Neon, ao adquirir a startup MEI Fácil, tem relacionamento com aproximadamente 20% dos 11 milhões de MEIs presentes no Brasil.

Aos novatos, existe uma justificativa para estar na mira dos “incumbentes digitais”: uma conta para MEI é parecida com a de pessoa física. “É quase como só virar a chavinha, algo mais fácil do que construir uma solução para empresas maiores”, alega Stark. Contudo, a geração de fintechs para o mercado corporativo não enxerga Neon, Nubank e demais perfis da mesma geração como concorrentes. “Há espaço para todo mundo melhorar os serviços para as pequenas empresas, que movem a economia do País”, afirma Igor Senra, da Cora.

Desse modo, a superação das fintechs da nova geração dependerá da oferta de serviços brutos. Além disso, será preciso provar ser capaz de lidar com o dinheiro dos empresários em meio ao período conturbado.

Publicidade
Comentários

Economia

Para comemorar aniversário, Gol oferece passagens nacionais a partir de R$ 99,90 e mais benefícios

Descontos são válidos também para destinos internacionais operados pela companhia aérea.

Publicado

em

GOLL4

A Gol Linhas Aéreas está completando 20 anos de história, e para comemorar, a empresa realiza o Super Feirão de passagens aéreas. Na promoção, o bilhete de volta pode ser adquirido a partir de R$ 99,90, além de outros benefícios, como desconto no despacho de bagagem e wi-fi gratuito.

É importante destacar que, para ter direito aos descontos, é obrigatório comprar as passagens de ida e volta. Ademais, o período para as viagens será entre 1º de março e 30 de setembro, com exceção do mês de julho. As taxas de embarque já estão incluídas.

As passagens adquiridas durante a promoção poderão ser remarcadas sem custos, desde que não haja diferença tarifária. A oferta é válida até as 8h da próxima segunda-feira, 18, e o pagamento pode ser parcelado em até cinco vezes sem juros.

Os descontos também são válidos para voos internacionais operados pela Gol. Neste caso, as passagens de ida e volta para destinos fora do Brasil custam a partir de R$ 998,90, sendo que as taxas de embarque também estão inclusas. A isenção da taxa de remarcação é válida para o trecho São Paulo-Santiago (Chile).

No caso das passagens internacionais, o embarque poderá ocorrer em três períodos distintos, a saber: de 28 de março a 20 de junho, de 5 de agosto a 2 de setembro, e entre os dias 9 e 30 de setembro.

Para adquirir os bilhetes promocionais, basta acessar o site da Gol, no endereço www.voegol.com.br, ou ligar para a Central de Relacionamento com Clientes, no número 0300 115 2121. Para passagens internacionais, a compra pode ser feita pelos mesmos canais, exceto pela central telefônica.

É possível comprar as passagens também presencialmente, em agências de viagem ou nas lojas VoeGol. No entanto, a oferta não está disponível para compras realizadas nas lojas VoeGol localizadas em aeroportos.

Continue lendo

Imposto de Renda - IRPF

Bolsonaro quer elevar isenção do Imposto de Renda para R$ 3 mil em 2022

Valor para isenção do IR deve passar a valer em 2022. Presidente havia prometido terminar o mandato isentando todos com renda de até R$ 5 mil.

Publicado

em

Paulo Guedes e Bolsonaro

Nesta quinta-feira, 14, o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) alegou querer aumentar a isenção do Imposto de Renda (IR) para trabalhadores cuja renda mensal seja de até R$ 3 mil. No entanto, o valor poderá valer a partir do próximo ano. 

A tabela do IR em 2021 não deve ser alterada, por conta da crise econômica impulsionada pela pandemia de Covid-19. 

O presidente alegou que deseja terminar o mandato com isenção de IR para todas as pessoas que recebem até R$ 5 mil. Porém, ele reconhece ser inviável. 

“Vamos tentar pelo menos em 2022 passar para 3 mil”, afirmou Bolsonaro, em uma transmissão on-line nas redes sociais. “Não conseguimos levar adiante a mudança da tabela do Imposto de Renda por causa da pandemia”, acrescentou.

Até o momento, são isentos do IR pessoas com renda mensal de até R$ 1.903,98. 

Continue lendo

Economia

Após pausa, auxílio emergencial 2021 volta a ser pago nesta sexta, 15

Caixa Econômica Federal segue com calendário de saques do auxílio emergencial até 27 de janeiro.

Publicado

em

Auxílio Emergencial

Nesta sexta-feira, 15, a Caixa Econômica Federal libera mais um lote de saques e transferências do auxílio emergencial de R$ 300 e R$ 600 (para mães chefes de família). O grupo contempla nascidos em julho beneficiários dos ciclos 5 e 6, recebendo a 8ª e 9ª parcelas, respectivamente. 

O cronograma específico foi criado pela Caixa para os beneficiários que receberam o benefício pela conta poupança social digital, mas que ainda aguardam o saque em espécie. 

Os depósitos do auxílio emergencial foram finalizados no mês de dezembro. Porém, ainda neste ano continuam as retiradas em espécie do benefício. De acordo com o banco, o calendário de saques vai até 27 de janeiro de 2021.

Na data, assim que chegar ao prazo final de saques, estará finalizado oficialmente o auxílio emergencial. Até o momento, não houve anúncio de prorrogação, ainda que vários projetos para ampliação do benefício até março deste ano estejam tramitando na Câmara.

O auxílio emergencial é um programa social criado pelo governo federal, em 2020, como uma das medidas para reduzir os impactos da pandemia de Covid-19. 

 

Continue lendo

MAIS ACESSADAS