Conecte-se conosco

Economia

O efeito dominó que causa a inflação: entenda!

A inflação está longe de ter uma causa que seja definida a parte de outra. Confira aqui como funciona essa dinâmica!

Publicado

em

Inflação

Que o Brasil está sofrendo com uma inflação altíssima não é novidade para ninguém, sem sombra de dúvidas. Nesse sentido, os vilões mais notórios da inflação no Brasil nos últimos meses foram os combustíveis, energia elétrica e os alimentos, de forma geral.

Veja também: Entenda porque a inflação tem afetado tanto o setor alimentício

No entanto, o que muitas pessoas não percebem é que o impacto do aumento desses produtos é causado por uma série de problemas causais, no qual a causa primeira afeta diretamente a segunda, a terceira, e assim por diante.

De acordo com o economista, André Braz, coordenador de índices de preços da Fundação Getúlio Vargas (FGV), “o problema do aumento da energia e combustíveis não está no aumento que eles acumulam, mas sim nos que eles causam. Os combustíveis encarecem o frete, que por sua vez encarece tudo o que chega nos centros urbanos. Hortaliça, legumes, carros, tudo é transportado via frete rodoviário”.

Além disso, o economista acrescenta que, “outro ponto é a contribuição que a energia pode dar. Isso porque se aumenta a energia, ela encarece a prestação de serviços e a produção industrial. A energia é usada em uma indústria automobilística para montar um carro, tocar as máquinas, e também no ar-condicionado e no secador do salão de beleza”.

Conforme explica André Braz, tudo faz parte de um conjunto, “quando o milho sobe, muita gente pode pensar que por não consumir milho está livre, mas não é bem assim. O milho é ração para o trato de aves, que nós consumimos a carne. Então, se o preço do milho muda, o frango tende a ficar mais caro também, por exemplo”.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS