Conecte-se conosco

Commodities

Paraná tem menos lavouras de soja em bom estado em meio a atraso na safra, diz Deral

Chuvas irregulares na safra 2020/21 atrasa o plantio e piora o estado das lavouras.

Publicado

em

O plantio de soja do Paraná se estendeu por 92% da área projetada, progresso de 8% na comparação com a semana anterior, mas ainda assim atrasado em relação a igual época do ano passado, conforme o Estado recebe chuvas irregulares na safra 2020/21.

Segundo dados do Departamento de Economia Rural (Deral) publicados nesta terça-feira, 70% das lavouras está em bom estado, 10% a menos do registrada na mesma época de 2019. Enquanto isso, 27% das plantações de soja estão em condições médias, frente a 18% no mesma época do ano passado, enquanto 3% estão em situação ruim, contra 2% na mesma base de comparação.

Em meio a um atraso plantio, o Estado que é o segundo produtor de soja do Brasil, atrás apenas do Mato Grosso, também atravessa uma consequente evolução mais lento da safra.

Apenas 3% das lavouras da oleaginosa estavam em floração até a segunda-feira, contra 5% na mesma época de 2019, enquanto 82% da área estava em desenvolvimento vegetativo, versus 86% no ano passado.

Outras 15% das lavouras estavam ainda em germinação, enquanto no mesmo período do ano passado 9% se encontravam nesse estágio.

“Algumas regiões estão relatando que as chuvas, apesar de terem ocorrido, ainda estão abaixo das necessidades”, disse Marcelo Garrido, economista do Deral.

Segundo Garrido, em algumas regiões com menos chuvas, haverá necessidade de replantio de soja, o que aumenta os custos com sementes, combustíveis, maquinário e mão de obra.

“A possibilidade de algum problema de produtividade em uma região ou outra existe! Tudo ainda vai depender das chuvas das próximas semanas. Mas ainda é cedo para falarmos em problemas maiores”, acrescentou.

A safra de soja no Paraná deve totalizar 20,5 milhões de toneladas na temporada 2020/21, de acordo com previsão do Deral, o que representaria uma perda de 1% frente ao desempenho da última temporada.

O Deral destacou ainda um plantio de milho verão mais lento, com 98% da área semeada ante 100% há um ano, ao passo que a colheita de trigo alcançou 99% da área, versus 98% em igual período de 2019.

Continue lendo
Publicidade
Comentários