Conecte-se conosco

Empresas

Rede farmacêutica Pague Menos pretende adquirir concorrente Extrafarma

O valor gira em torno de R$600 mi

Publicado

em

Após comprar concorrente Extrafarma, Pague Menos reelege diretoria para até 2023

A Rede farmacêutica Pague Menos pretende adquirir a concorrente Extrafarma. A companhia já confirmou o movimento ao mercado, mas ressaltou, contudo, que até o momento o negócio está na fase de intenções somente.

A cifra envolvendo o negócio gira em torno de R$ 600 milhões, e a Extrafarma pertence ao Grupo Ultrapar, que administra postos de combustíveis e outras empresas.

Caso se concretize, a transação tem potencial para transformar a Pague Menos na segunda maior varejista de drogarias do país. Atualmente, está na terceira posição.

Também, caso se concretize, poderá elevar em mais de um terço o número de lojas da adquirente, para 1.503 unidades.

O principal investidor da Pague Menos é a gestora de private equity General Atlantic, que deve desembolsar a maior fatia do volume transacionado.

Rede farmacêutica Pague Menos pretende adquirir concorrente Extrafarma

Pague Menos: 1TRI21

Duas semanas atrás a Pague Menos reportou lucro líquido de R$ 44,2 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 380% ante igual período do ano anterior.

A receita bruta ficou em R$ 1,9 bilhão, elevação de 8,3%, enquanto o Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) alcançou R$ 159 milhões, salto de 27,1%. A margem Ebitda cresceu 1,2 ponto percentual, para 159%.

A empresa também informou que a rede de farmácias encerrou o período com 1.101 lojas distribuídas em 325 municípios, sendo 88,5% de lojas maduras.

Já as vendas tiveram receita bruta de R$ 1,9 bilhão, alta de 8,3%, com crescimento mesmas lojas de 9,6% e lojas maduras de 8,7%.

Covid-19

Três semanas atrás a rede informou a opção de agendamento online para os testes de Covid-19 em suas unidades em todo o país. Os três tipos de testes rápidos – o de anticorpo e os dois de antígeno – podem ser agendados pelo site da empresa.

A companhia está listada na bolsa brasileira (B3) sob o ticker PGMN3.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.