Conecte-se conosco

Economia

Rendimento automático de 210% do CDI no PicPay vai até 17 de março

Rendimento promocional da carteira digital rende três vezes mais que a poupança.

Publicado

em

Conta PicPay

O PicPay prorrogou novamente o rendimento automático de 210% do Certificado de Depósito Interbancário (CDI) na carteira digital. Dessa forma, a oferta promocional, que rende três vezes mais que a poupança, fica disponível até 17 de março. A instituição financeira anunciou que o prazo pode ou não ser estendido após esse período.

Para obter lucros com a carteira, basta ter saldo disponível em conta, visto que o rendimento do PicPay é gerado automaticamente. A instituição financeira possui a conta de pagamentos que gera mais lucros, ultrapassando fintechs como Nubank e Mercado Pago.

Os usuários têm duas formas de adicionar dinheiro no PicPay:

  • Transferências bancária;
  • Depósito via boleto.

Além disso, os rendimentos no PicPay estão limitados a valores menores que R$ 250 mil, ou seja, quantias que excederem esse teto não terão lucro.

Fora do período promocional, o PicPay apresenta rendimento de 100% do CDI, semelhante ao de outras instituições financeiras, como Nubank.

Publicidade
Comentários

Empresas

Petrobras recebe R$360 mi em acordo de leniência e anuncia reajuste no GLP

A petroleira atualizou o Gás Liquefeito de Petróleo pela terceira vez no ano

Publicado

em

A Petrobras (PETR4) informou que recebeu, na última semana, aproximadamente R$ 360 milhões (US$ 65 milhões) em decorrência de acordo de leniência celebrado pela Samsung Heavy Industries (KS:010140).

Segundo a Reuters, esses recursos são referentes a primeira parcela do acordo da Samsung, de um total de R$ 705,9 milhões que serão destinados ao ressarcimento da Petrobras. Com esses valores, a petroleira ultrapassa a marca de R$ 5,3 bilhões em recursos recuperados por meio de acordos de colaboração, leniência e repatriações.

Petrobras (petr4) recebe R$360 mi em acordo de leniência e anuncia reajuste do GLP

Sede da Petrobras, no Rio de Janeiro

Petrobras: ressarcimento

Em 2020, a companhia recebeu R$ 797 milhões em ressarcimento de valores referentes à Operação Lava Jato. Esses ressarcimentos decorrem da condição de vítima da Petrobras nos crimes investigados no âmbito da Operação Lava Jato.

Em comunicado, a estatal diz que seguirá adotando as medidas cabíveis em busca do adequado ressarcimento dos prejuízos decorrentes que lhe foram causados. A Petrobras atua como coautora do Ministério Público Federal e da União em 21 ações de improbidade administrativa em andamento, além de ser assistente de acusação em 76 ações penais relacionadas a atos ilícitos investigados pela Operação Lava Jato.

Petrobras: GLP

A Petrobras (PETR4) informou nesta segunda-feira (1) que aumentou o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o terceiro reajuste do ano, em R$ 0,15 por quilo, o equivalente a um impacto de R$ 1,90 no gás de cozinha (13 Kg), que passará a custar R$ 39,69 nas refinarias.

O aumento anula a zeragem de impostos federais anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro na esteira das reclamações em relação aos aumentos dos combustíveis praticados pela gestão de Roberto Castello Branco, atual presidente da companhia, que defende a paridade de preços com o mercado internacional, dando continuidade a uma prática iniciada no governo de Michel Temer e que tem garantido resultados financeiros recordes à estatal.

Os últimos aumentos dos combustíveis, anunciados em fevereiro, foram considerados excessivos por Bolsonaro, que demitiu Castello Branco pelas redes sociais e indicou o general Joaquim Silva e Luna para o seu lugar.

A Petrobras confirmou ainda os aumentos do diesel e da gasolina, para R$ 2,71/litro e R$ 2,60/litro, respectivamente.

Veja PETR4 na Bolsa:

Continue lendo

Empresas

Petrobras vende usina no RN por R$33 mi e reajusta preço dos combustíveis

A companhia divulgou 4,7% para a gasolina, a R$ 0,1240, e de 5% para o diesel, a R$ 0,1294

Publicado

em

A Petrobras (PETR4) assinou contrato para a venda de sua participação majoritária no parque eólico Mangue Seco 2 ao fundo de investimento em participações FIP Pirineus, por R$ 32,97 milhões, a serem pagos em parcela única no fechamento da operação.

O negócio envolve a fatia de 51% da companhia na usina eólica, que possui capacidade de 26 megawatts em Guamaré, no Rio Grande do Norte, disse a estatal em comunicado na noite de sexta-feira.

Atualmente, o FIP Pirineus já é sócio da Petrobras em Mangue Seco 2, com 49% de participação.

A usina é parte de um complexo no Rio Grande do Norte, com as eólicas Mangue Seco 1, 2, 3 e 4, que soma capacidade instalada total de 104 megawatts.

A Petrobras já havia anunciado em janeiro a assinatura de contratos para a venda de sua participação nas demais eólicas do complexo, em acordos com empresa da gestora Vinci Partners.

As transações fazem parte de um amplo programa de desinvestimentos da Petrobras que visa reduzir dívidas e focar atividades na exploração e produção em águas profundas e ultraprofundas.

Essar Group faz oferta por Petrobras

Petrobras: reajuste

A Petrobras (PETR4) anunciou, na manhã desta segunda-feira (1), um novo reajuste de 4,7% para a gasolina, a R$ 0,1240, e de 5% para o diesel, a R$ 0,1294, afirmam as agências de notícias.

O reajuste é o terceiro dos últimos trinta dias que acontece na esteira da alta de preços do petróleo no exterior, movimento responsável pela indicação, pelo Palácio do Planalto, de troca no comando da estatal.

“Os preços praticados pela Petrobras têm como referência os preços de paridade de importação e, dessa maneira, acompanham as variações do valor do produto no mercado internacional e da taxa de câmbio, para cima e para baixo”, destacou a companhia em comunicado.

Na sexta (26), os papéis preferenciais e ordinários da petroleira foram negociados a R$ 22,24, com queda de 4,1%, e a R$ 22,15, com recuo de 2,54%.

Veja PETR4 na Bolsa:

Continue lendo

Economia

Negativados voltam a ficar com o nome limpo no SPC e Serasa depois de 5 anos?

Entenda o que realmente acontece quando o nome do consumidor fica inscrito por mais de cinco anos nas listas de órgãos de proteção ao crédito.

Publicado

em

Cobrança de dívidas

Embora existam instituições que liberam crédito para negativados, em muitos casos, ter o nome sujo junto aos birôs de crédito como SPC e Serasa, dificulta o acesso a empréstimos, financiamentos, cartões, entre outros serviços. Assim, muitos anseiam se livrar dessas restrições no CPF e recuperar o crédito no mercado.

Por outro lado, existe uma crença popular de que, depois de cinco anos negativado, a dívida prescreve e o nome do cidadão é retirado dessas listas. Desta forma, quando esses consumidores não desejam ou não tem condições de quitar a dívida, por exemplo, acabam simplesmente esperando este prazo chegar ao fim, sem se preocupar em regularizar sua situação.

Afinal, o nome do consumidor realmente volta a ficar limpo após cinco anos? A resposta é sim. Este é o prazo máximo que as empresas tem para cobrar uma dívida. Depois disso, não é possível solicitar a negativação do nome do devedor nos birôs de crédito, e as restrições já existentes são retiradas.

Contudo, mesmo com o nome limpo, a dívida continuará existindo, inclusive com incidência de juros. Assim, o banco ou empresa credora poderá continuar realizando a cobrança normalmente. O que acontece é que, sem a restrição, o consumidor poderá voltar a solicitar crédito em outras instituições, com maiores chances de aprovação.

Vale destacar que o credor também pode recorrer à Justiça para receber o pagamento, o que pode resultar na perda de bens móveis e imóveis, por exemplo, a fim de cobrir o valor devido.

Caso a restrição permaneça após o prazo de cinco anos, o consumidor poderá solicitar uma compensação monetária indenizatória. Isso porque, segundo a legislação, as restrições no CPF podem acarretar prejuízo ao devedor.

A melhor alternativa, portanto, é pagar a dívida. Verifique regularmente a situação do seu CPF e, caso haja alguma restrição, procure regularizá-la o quanto antes para evitar cobranças incômodas e outros problemas relacionados à negativação. Campanhas de renegociação de dívidas, como o Feirão Serasa Limpa Nome, por exemplo, são boas oportunidades para quitar os débitos com grandes descontos e se livrar das restrições.

Continue lendo

MAIS ACESSADAS