Conecte-se conosco

Economia

Selic deve chegar a 12% antes do meio do ano e se manter assim, destaca Eleven

A projeção diz respeito a 2022, que já está às portas; a inflação foi um dos grandes assuntos de 2021

Publicado

em

Crédito: Site Terra

A Selic deve chegar a 12% antes do meio do ano e se manter assim até o final de 2022, destaca Eleven Financial.

Para a Research, após um ano complicado, 2022 promete ser recheado de desafios para o investidor no Brasil.

“A inflação, um dos grandes assuntos em 2021, deve continuar pressionada, principalmente no início do ano em função de reajustes represados que devem ser implementados, como tarifas de transporte (– como ônibus, metrô etc — gás, aumento para servidores públicos”, disse.

E acrescentou: “além disso, a mudança na política monetária do FED (Federal Reserve, espécie de banco central dos Estados Unidos) tende a manter o nosso câmbio pressionado, o que tem efeito negativo na inflação. Para 2022, esperamos IPCA de 5,50%.”

Também disse que diante da inflação alta e a mudança de política monetária nos países desenvolvidos, que já iniciaram processo de redução de compras de ativos e posteriormente vão subir juros para tentar controlar a inflação, o Banco Central do Brasil (BC) deve continuar sua política de subida de juros em 2022.

A Selic e o investidor

Um dos analistas da Eleven disse, em entrevista a uma revista de economia, que em decorrência do cenário atual, bem como as projeções à frente, o investidor deve focar no longo prazo.

O especialista elencou que os fundos imobiliários ainda devem sofrer desvalorização no início do próximo ano, mas os retornos virão.

Ainda em relação aos FIIs, ele diz acreditar que o número de investidores irá crescer nos próximos anos e que novas emissões virão.

Para a Research, o investidor não vai comprar um apartamento e querer que seja alugado com um retorno muito maior. O retorno irá crescer conforme o aluguel for sendo reajustado.

Entretanto, FIIs são apenas uma das muitas oportunidades no segmento de renda variável. Porém, o ideal é sempre optar pela diversificação.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS