Conecte-se conosco

Moedas

Trocar moeda estrangeira por real necessita atenção constante; Será que já tá na hora?

Outro ponto importante é que o volume de dinheiro remetido de fora para dentro nunca esteve tão alto

Publicado

em

Corretora B&T disponibiliza compra de moedas em até 36 x no cartão

Muitos brasileiros guardam dólares e outras moedas estrangeiras como forma de diversificar e proteger o patrimônio.

Alguns deles, inclusive, compram e vendem mediante a valorização do dia, semana ou mês. É algo comum, mas que necessita um conhecimento mínimo do mercado.

Outro ponto importante é que o volume de dinheiro remetido de fora para dentro nunca esteve tão alto.

São, em grande parte, brasileiros que moram fora, que têm família em outros países ou que têm ou tinham investimentos no exterior e que, no ano da pandemia, resolveram trazer seu dinheiro de volta para cá.

Levantamento da CNN indica que em 2020 as transferências feitas por pessoas do exterior para o Brasil somaram R$ 3,3 bilhões, 19% mais que em 2019 e o maior valor desde 1995, quando começa a série do Banco Central.

Trocar moeda estrangeira por real necessita atenção constante; Será que já tá na hora?

Notas de dólar e real

Real

De acordo com o portal de notícias, as razões para esse movimento são várias, mas, por trás da tendência, há um motivo em comum bastante claro: o quanto cada US$ 1 guardado passou a valer em reais. Só do início do ano passado para cá, o dólar, que começou 2020 cotado a R$ 4, já valorizou cerca de 40%. O euro subiu quase 50%.

Como o real é uma das moedas que mais perderam valor no mundo, a troca passou a ficar vantajosa para as moedas de quase todos os outros países, caso também de vizinhos como Chile, Uruguai, Bolívia e Peru.

Para especialistas, o risco de o dólar, hoje negociado perto de R$ 5,60, seguir testando novos tetos mais perto dos R$ 6 não é descartado, por conta das várias instabilidades econômicas, políticas e sanitárias por que passa o Brasil. Mas, como o patamar já está alto, ganhos tão fartos quanto os 40% do último ano não devem mais se repetir.

Por outro lado, o dólar está muito acima do que seria seu valor justo, algo mais próximo de R$ 4,50 ou R$ 5, o que significa que, caso a situação se normalize, a moeda tende a voltar a perder valor em relação ao real no médio e no longo prazo.

Tudo isso significa que, sim, dificilmente quem tem dinheiro guardado em outras moedas verá sua reserva valer tanto no Brasil quanto agora.

Porém, não tem jeito, para a maioria dos especialistas consultados, é um momento de oportunidade.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.