Conecte-se conosco

Economia

Valor pago pelo Bolsa Família foi reduzido em novembro? Entenda o que pode ter acontecido

Beneficiários do novo programa de transferência de renda do governo reclamam de redução no valor do benefício

Publicado

em

Após o fim oficial do Bolsa Família, os pagamentos do Auxílio Brasil começaram no último dia 17. O novo programa de transferência de renda do governo federal modificou algumas regas da iniciativa antiga, mas ainda está utilizando a mesma base de dados para fazer os depósitos.

Leia mais: 14º salário do INSS já tem data para ser depositado em 2021?

Entretanto, muitos contemplados que já receberam o dinheiro reclamam de uma redução no valor em relação ao pago até outubro. Os relatos publicados nas redes sociais contrapõe o anúncio do governo de que o valor do programa subiria após a migração.

Segundo o Palácio do Planalto, o Auxílio Brasil paga 17,8% a mais do que o Bolsa Família. Isso significa que o valor médio do benefício passou de R$ 189 para R$ 220.

Vale destacar que isso não significa que todos os aprovados receberão esse valor, já que essa é apenas uma média. Sendo assim, muitas famílias de fato podem acabar recebendo menos em novembro.

Possíveis explicações

Uma das razões que pode explicar a queda é a saída do auxílio emergencial. Até o último mês, prevaleceu o benefício mais vantajoso financeiramente. Agora, com o fim do programa criado durante a pandemia, os aprovados voltam a se enquadrar nas regras do antigo Bolsa Família.

Também é possível que a mudança tenha sido resultado na implementação dos novos critérios do Auxílio Brasil. Isso porque alguns dos valores adicionais prometidos pelo governo ainda não estão disponíveis, o que pode ter provocado a redução na quantia depositada.

Um exemplo disso é o benefício compensatório, uma espécie de bônus voltado para famílias que passaram a receber menos com a troca de programas. Esse valor, no entanto, ainda não foi depositado. A expectativa é de que isso ocorra em breve, após a aprovação da PEC dos precatórios.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS