Conecte-se conosco

Automobilística

Valorização de carros usados parou? Modelos registram queda nos preços

Com a retomada das fábricas de carros novos, o preço dos usados demonstrou queda pela primeira vez em 2021. Confira os detalhes sobre o assunto.

Publicado

em

Carros Usados

Com o rápido aumento nos preços dos automóveis, muitos consumidores decidiram investir no setor. Houve pessoas que compraram carros com a expectativa de lucrar na revenda. Contudo, ao que tudo indica, o preço dos veículos parou de aumentar e alguns começaram a cair.

Leia mais: Fiat Fiorino vai chegar no mês que vem com novidades no motor

Preço de carros em queda

Segundo o InstaCarro, o preço médio dos automóveis recuou cerca de 3% em outubro. A comparação se deu ao mês de setembro. Foi a primeira baixa registrada em 2021. Além disso, o número de vendas também caiu cerca de 8,5%. Foi o que registrou a Federação Nacional das Associações de Revendedores dos Veículos Automotores (Fenauto).

Motivos

O primeiro motivo que afetou o número da compra foi a chegada do final do ano. Isso ocorre devido aos encargos tributários previstos para 2022. Se um veículo não vende, então o lojista tem que arcar com o IPVA. Com a valorização da tabela Fipe, o imposto também cresceu consideravelmente. Assim, os lojistas pisaram no freio.

Depois, finalmente o mercado de carros novos começa a se recuperar da crise. O caminho é longo, mas as produções voltaram a ocorrer e até 2022 o cenário deve ficar estabilizado. Esse fator com certeza vai afetar os preços dos veículos e são esperadas quedas ao longo do tempo.

Porém, isso não quer dizer que o preço caiu bruscamente em outubro. Ainda existem diversos modelos que estão sendo negociados com valores acima da tabela. Contudo, esta não é mais a tendência par aos próximos anos.

Vale a pena investir?

Se até o início do segundo semestre estava fácil lucrar com usados, a situação mudou. A dica de especialistas é efetuar as vendas o quanto antes para não perder dinheiro. Além disso, o poder aquisitivo do brasileiro tem caído sistematicamente. Assim, enquanto não houver melhoras na economia, ficará mais difícil o comércio de produtos.

É preciso lembrar que o valor de veículos 0 km continua alto, mas também pode ser reajustado. Ainda é cedo para mensurar o futuro do setor, porém as previsões já começaram a surgir.

Publicidade
Comentários

Automobilística

Adicionar Kit Gás no veículo pode reduzir os custos com IPVA?

Conversão de automóveis para o Gás Natural Veicular (GNV) tem se tornando um processo cada vez mais comum no país.

Publicado

em

Em meio a um cenário de altos preços do etanol e da gasolina, o Gás Natural Veicular (GNV) tem sido uma solução cada vez mais buscada pelos brasileiros. O automóvel pode passar a rodar com esse tipo de combustível após uma conversão usando o chamado Kit Gás.

Veja também: Atenção: coisas perigosas que todo mundo faz no WhatsApp e não sabe

Além de gastar menos com combustível, o proprietário ainda pode conseguir uma redução no IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). Essa possibilidade varia conforme o estado em que o veículo foi emplacado, já que o tributo é de competência estadual.

No Rio de Janeiro, por exemplo, o dono do carro que faz a conversão com o Kit Gás começa a pagar uma alíquota de 1,5% de IPVA. A cobrança para os demais fluminenses é de 4% sobre o valor médio do veículo.

Antes de optar pela mudança, é necessário passar por uma vistoria feita pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Efeitos da conversão para GNV

Embora de fato a mudança para o GNV traga bastante vantagens para o bolso, já que o produto pode custar até metade do preço do etanol e da gasolina, nem tudo são flores. Antes de optar pela conversão, o proprietário precisa conhecer e analisar algumas particularidades.

Leia mais: 13 carros isentos de IPVA mais procurados no 3º trimestre

Por conta do aumento da demanda, os preços do gás natural têm apresentado altas consecutivas. O Kit de 60 litros, da 5ª geração, já é vendido cerca de R$ 1 mil acima do seu preço habitual. Sendo assim, o primeiro passo é ter certeza de que você pode custear a conversão sem entrar em uma dívida.

Outra questão é o desempenho do carro, que pode cair um pouco após a instalação. Em geral, automóveis flex ou a etanol não sofrem tanto impacto.

Também é importante verificar a taxa mínima de compressão do motor do carro com antecedência. A recomendação é que ela seja de, no mínimo, 13:1.

Continue lendo

Automobilística

99 oferece kit para conversão de GNV aos motoristas parceiros

Empresa diz que economia de combustível pode atingir até R$ 1.5 mil ao mês. Projeto piloto vai contemplar 100 motoristas, inicialmente. Inscrições estão abertas.

Publicado

em

A plataforma de transporte por aplicativo 99 criou um programa para ajudar os motoristas a economizarem. Diante dos altos preços de combustíveis, uma das soluções é instalar o kit de conversão a gás. O Gás Natural Veicular (GNV) pode auxiliar diversos motoristas na questão da economia. Por isso, a 99 iniciou um projeto pilote de aluguel de kit para conversão de GNV.

Leia mais: Se pandemia ‘deixar’, valorização de commodities deve continuar

Economia

Segundo a 99, a instalação do kit tem potencial para gerar economia de quase R$ 1.5 mil. Claro que os valores variam de acordo com cada modelo de automóvel. O GNV rende mais que a gasolina e o etanol em diversos modelos de carros.

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) chegou a fornecer uma estimativa desta economia. De acordo com o órgão, cada km rodado custa R$ 0,32, em média, com o GNV. O valor foi calculado em cima do preço de R$ 4,25 o m³ do gás nos postos. Se rodar com gasolina a R$ 6,64 o litro, o valor sobe para R$ 0,66 o km rodado.

Não é à toa que o número de solicitações para conversão para GNV aumentou 102% em São Paulo. Os dados são referentes a 2021 e foram fornecidos pelo Detran-SP. Ao todo, o Departamento registrou 5.106 pedidos até outubro, contra 2.527 no mesmo período de 2020.

Aluguel de kit GNV

Inicialmente, a 99 vai fornecer 100 kits para motoristas do app na capital paulista. Contudo, se o projeto for bem sucedido, a proposta será implementada em outras cidades a partir de 2022.

“Nós estamos testando diversas alternativas para lidar com a crise da alta nos combustíveis. Na 99, acreditamos em construir soluções junto aos nossos parceiros e, por isso, vamos testar a viabilidade do projeto em colaboração com nossos motoristas. Esperamos que a iniciativa traga benefícios reais, com economia e vantagens para quem dirige pela plataforma”. Esta foi a fala de Livia Pozzi, diretora de operações e produtos da 99, em nota.

Como participar

O motorista que tiver interesse em participar do projeto deve se inscrever online (https://99app.com/kit-gas/). O Kit a gás será instalado em uma oficina credenciada e formalizada junto ao Detran.

Os 50 primeiros voluntários ganharão um voucher de R$ 200 para abastecer o cilindro de GNV. A média do valor de cada abastecimento gira em torno de R$ 40.

Continue lendo

Automobilística

Fora de linha: Carros da Ford valorizaram ou não em 2021?

Lista traz modelos do Ford Ecosport e do Ford Ka retirados de linha e a variação de valores de cada uma. Descubra qual ficou mais caro.

Publicado

em

Ford

Em 2021 os veículos usados valorizaram como raramente se viu acontecer em outro momento histórico. A crise dos semicondutores afetou o mercado de automóveis novos em todo o mundo. Com a queda na produção, o mercado de usados e seminovos ficou superaquecido. Com isso, a valorização dos preços chegou a uma média de quase 10% de alta, segundo a KBB.

Leia mais: Caixa libera dinheiro extra para 10,5 milhões de pessoas; Saiba se você tem direito

Diante disso, uma das dúvidas que surge é se essa valorização também atingiu os carros retirados de linha. Para isso, vale a pena analisar alguns dos modelos da Ford populares que foram encerrados. O Ecosport e os modelos do Ka hatch e sedã estão listados abaixo. É possível conferir os preços praticados em fevereiro e em novembro para se ter uma boa comparação.

Confira a valorização ou desvalorização do Ford Ka e do Ecosport:

Os dados abaixo são referentes aos modelos 2021 de cada uma das versões listadas.

Ford Ka

S 1.0 12V

Fevereiro de 2021: R$ 50.730,00;

Novembro de 2021: R$ 49.662,00;

Variação: -2,11.

SE 1.0 12V

Fevereiro de 2021: R$ 51.739,00;

Novembro de 2021: R$ 50.990,00;

Variação: -1,45.

SE PLUS 1.0 12V

Fevereiro de 2021: R$ 55.923,00;

Novembro de 2021: R$ 54.240,00;

Variação: -3,01.

SE PLUS 1.5 12V AT

Fevereiro de 2021: R$ 66.112,00;

Novembro de 2021: R$ 65.320,00;

Variação: -1,20.

FREESTYLE 1.5 12V AT

Fevereiro de 2021: R$ 68.640,00;

Novembro de 2021: R$ 66.017,00;

Variação: -3,82.

Ford Ka Sedan

SEDAN SE 1.0 12V

Fevereiro de 2021: R$ 50.990,00;

Novembro de 2021: R$ 54.990,00;

Variação: 7,84%.

SEDAN SE PLUS 1.0 12V

Fevereiro de 2021: R$ 52.008,00;

Novembro de 2021: R$ 57.146,00;

Variação: 9,88%.

SEDAN SE 1.5 12V

Fevereiro de 2021: R$ 59.717,00;

Novembro de 2021: R$ 61.640,00;

Variação: 3,22%.

SEDAN SE PLUS 1.5 12V AT

Fevereiro de 2021: R$ 64.308,00;

Novembro de 2021: R$ 65.345,00;

Variação: 1,61.

SEDAN TITANIUM 1.5 12V AT6

Fevereiro de 2021: R$ 70.748,00;

Novembro de 2021: R$ 75.211,00;

Variação: 6,31%.

Ford Ecosport

SE DIRECT PCD 1.5 12V AT6

Fevereiro de 2021: R$ 66.490,00;

Novembro de 2021: R$ 68.966,00;

Variação: 3,72%.

SE 1.5 12V

Fevereiro de 2021: R$ 72.153,00;

Novembro de 2021: R$ 79.941,00;

Variação: 10,79%.

SE 1.5 12V AT6

Fevereiro de 2021: R$ 82.269,00;

Novembro de 2021: R$ 83.691,00;

Variação: 1,73%.

FREESTYLE 1.5 12V

Fevereiro de 2021: R$ 82.814,00;

Novembro de 2021: R$ 85.876,00;

Variação: 3,70%.

TITANIUM PLUS 1.5 12V AT6

Fevereiro de 2021: R$ 88.909,00;

Novembro de 2021: R$ 99.898,00;

Variação: 12,36%.

FREESTYLE 1.5 12V AT6

Fevereiro de 2021: R$ 89.517,00;

Novembro de 2021: R$ 89.975,00;

Variação: 0,51%.

STORM 4WD 2.0 16V AT6

Fevereiro de 2021: R$ 91.990,00;

Novembro de 2021: R$ 106.954,00;

Variação: 16,27%.

TITANIUM 1.5 12V AT6

Fevereiro de 2021: R$ 97.741,00;

Novembro de 2021: R$ 98.517,00;

Variação: 0,79%.

TITANIUM 2.0 16V AT6

Fevereiro de 2021: R$ 98.885,00;

Novembro de 2021: R$ 103.361,00;

Variação: 4,53%.

Continue lendo

MAIS ACESSADAS