Conecte-se conosco

Empresas

Vibra, ex-BR, e Prisma celebram MoU para constituição de Fundo de Investimento Imobiliário

Memorando de Entendimento

Publicado

em

A Vibra, ex-BR Distribuidora, e a Prisma Capital celebraram MoU para constituição de Fundo de Investimento Imobiliário, conforme comunicado ao mercado.

De acordo com o documento, trata-se de um Memorando de Entendimentos, de caráter não vinculante, que tem como finalidade guiar as negociações para a constituição de um Fundo de Investimento Imobiliário que receberá o aporte de imóveis da companhia, todos eles postos com a bandeira Petrobras.

Também disse que a assinatura do MoU representa uma importante etapa no processo de desmobilização de sua carteira de imóveis, com o objetivo de maximizar a geração de valor para a companhia.

E acrescentou que se trata de uma operação inovadora no mercado brasileiro, com capilaridade nacional, englobando o aporte e a gestão profissional de uma carteira de até 238 imóveis.

Vibra, ex-BR, e Prisma celebram MoU para constituição de Fundo de Investimento Imobiliário

Vibra

Ainda de acordo com a companhia, a operação prevê a monetização dos imóveis em três etapas.

Primeiramente, haverá o aporte dos imóveis no fundo pela companhia, com a posterior aquisição pela Prisma Capital de 15% das cotas, com esta assumindo a gestão operacional da carteira do fundo.

Adicionalmente, a operação prevê a possibilidade de monetização imediata de parte dos imóveis, antes mesmo do aporte dos mesmos no fundo, através da venda direta aos atuais operadores dos postos.

Em ambos os casos, a operação estipula salvaguardas contratuais para que os postos se mantenham com a bandeira da Companhia.

Por fim, o fundo deverá ser listado no mercado e oferecido a investidores e público em geral através de uma oferta pública, havendo assim a monetização integral ou parcial do fundo, observadas as janelas oportunas de mercado.

Valuation

Também disse que o valuation de entrada implícito na transação avalia a totalidade dos imóveis em R$ 643,8 milhões.

“Entendemos que a combinação de uma gestão ágil e dedicada de uma gestora profissional, como a Prisma Capital, com a envergadura e força comercial da Vibra, deverá propiciar ganhos e sinergias importantes para a companhia e seus parceiros comerciais, que deverão se traduzir ainda em upsides adicionais quando da listagem do fundo”, informou.

E ressaltou que a conclusão da operação está condicionada à negociação e assinatura dos instrumentos definitivos pelas partes e sua aprovação pelas respectivas instâncias societárias competentes, bem como demais condições precedentes usuais desse tipo de operação.

A Vibra está listada na bolsa brasileira (B3) sob o ticker BRDT3.

Veja o documento:

Vibra, ex-BR, e Prisma celebram MoU para constituição de Fundo de Investimento Imobiliário

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS