Conecte-se conosco

Imposto de Renda - IRPF

Bolsonaro quer elevar isenção do Imposto de Renda para R$ 3 mil em 2022

Valor para isenção do IR deve passar a valer em 2022. Presidente havia prometido terminar o mandato isentando todos com renda de até R$ 5 mil.

Publicado

em

Paulo Guedes e Bolsonaro

Nesta quinta-feira, 14, o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) alegou querer aumentar a isenção do Imposto de Renda (IR) para trabalhadores cuja renda mensal seja de até R$ 3 mil. No entanto, o valor poderá valer a partir do próximo ano. 

A tabela do IR em 2021 não deve ser alterada, por conta da crise econômica impulsionada pela pandemia de Covid-19. 

O presidente alegou que deseja terminar o mandato com isenção de IR para todas as pessoas que recebem até R$ 5 mil. Porém, ele reconhece ser inviável. 

“Vamos tentar pelo menos em 2022 passar para 3 mil”, afirmou Bolsonaro, em uma transmissão on-line nas redes sociais. “Não conseguimos levar adiante a mudança da tabela do Imposto de Renda por causa da pandemia”, acrescentou.

Até o momento, são isentos do IR pessoas com renda mensal de até R$ 1.903,98. 

Publicidade
Comentários

Imposto de Renda - IRPF

Confira passo a passo como baixar o programa de declaração do IRPF 2021

Entrega da declaração será liberada na próxima segunda-feira, 1, e vai até 30 de abril.

Publicado

em

Imposto de Renda 2021

Na quinta-feira, 25, a Receita Federal liberou o programa de preenchimento e entrega da declaração do Imposto de Renda 2021, referente ao ano-calendário 2020. Quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 ou de R$ 22.847,76, em caso de recebimento do auxílio emergencial. 

Aposentados e pensionistas que tenham a partir de 65 anos têm isenção maior, no valor de até R$ 3.807,96 mensais no benefício. 

A entrega da declaração será liberada na próxima segunda-feira, 1, e vai até 30 de abril. Neste ano, o programa do IR está disponível pelo novo site da Receita Federal, pelo celular e através do e-CAC. 

Confira o passo a passo para baixar o programa:

Pelo computador

  1. Acesse o site da Receita Federal;
  2. Clique em “Meu Imposto de Renda”;
  3. Na tela seguinte, clique em “Baixar o programa”; 
  4. Baixe-o de acordo com o sistema operacional do seu computador. 

No Windows

  • Quando o download do IRPF 2021 finalizar, execute o arquivo baixado;
  • Depois, clique em “Sim” nas duas janelas que aparecerão;
  • Na tela inicial do assistente de instalação, selecione a opção “Avançar”; 
  • Confira se o arquivo está salvo na pasta que deseja e clique em “Avançar”; 
  • Clique novamente em “Avançar” e espere a instalação do programa; 
  • Caso deseje criar um atalho na Área de Trabalho, marque a caixa. Por fim, clique em “Concluir”.

Pelo celular

  1. Baixe o aplicativo Meu Imposto de Renda na loja do seu sistema operacional (Android ou iOS); 
  2. Informe seu CPF e data de nascimento; 
  3. Clique nas letras de acordo com a imagem na tela. 

Pelo e-CAC

  1. Para quem tem Certificado Digital é possível preencher a declaração pelo site
  2. Após o acesso com senha, vá em “Meu Imposto de Renda”; 

Continue lendo

Imposto de Renda - IRPF

Defasagem do IR: Quem ganha até R$ 4.022,89 poderia ser isento se tabela fosse atualizada

Estudo aponta que a defasagem da tabela faz com que pessoas com salários cada vez mais baixos sejam obrigadas a pagar o Imposto de Renda.

Publicado

em

Imposto de Renda - Malha Fina

A tabela do Imposto de Renda (IR) não é atualizada há anos. Dessa forma, há mais pessoas pagando imposto para o governo, e é justamente quem ganha menos. Assim, se for considerada a inflação de 1996 a 2020, a defasagem média acumulada na tabela do IR é de 113,09%, calcula o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco).

De acordo com o Sindifisco, nesses 24 anos, a inflação oficial acumulou alta de 346,69%, enquanto os reajustes na tabela do IR foram de 109,36%.

Atualmente, são isentas da declaração do IR pessoas que ganham até R$ 1.903,98 por mês. Contudo, a isenção deveria ser para salários de até R$ 4.022,89 mensais se a tabela fosse corretamente reajustada, estima a intensidade. 

A quantia refere-se ao desconto simplificado na declaração – o contribuinte abate 20% do valor declarado automaticamente, sendo considerados tributáveis apenas os 80% restantes. 

De acordo com a pesquisa do Sindifisco, em 1996, pessoas que ganhavam até nove salários mínimos eram isentas. Hoje, apenas quem ganha aproximadamente 1,73 salário não precisa contribuir. “A não correção da tabela do IRPF ou sua correção parcial em relação à inflação aumenta a carga tributária e penaliza de maneira mais acentuada o contribuinte de menor renda, notadamente a classe média assalariada”, afirma o sindicato, em nota.

Continue lendo

Imposto de Renda - IRPF

IR 2021: Proposta prevê restituição em até 10 dias após entrega da declaração

Projeto de Lei que tramita na Câmara dos Deputados pretende beneficiar cidadãos que perderam renda durante a pandemia.

Publicado

em

Imposto de Renda

O Projeto de Lei 1533/2020, que tramita na Câmara dos Deputados, propõe que o pagamento da restituição do Imposto de Renda 2021, ano-base 2020, seja realizado à medida em que as declarações de ajuste anual forem entregues, até o prazo máximo de 10 dias contados a partir da data de recebimento pela Receita Federal.

A proposta, de autoria do deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), insere dispositivo na Lei 9.250/95, que trata do Imposto de Renda. O texto original previa que a regra também fosse aplicada para as restituições em 2020, referentes ao ano-base 2019, devido à pandemia de Covid-19.

“Vivemos um momento de esforço internacional para encarar o coronavírus na busca de minimizar os efeitos na saúde das pessoas e as consequências na economia”, destacou o autor. “Em razão das medidas de prevenção e isolamento, muitos tiveram a renda prejudicada”, justificou.

Atualmente, o Projeto de Lei tramita em caráter conclusivo, e em seguida será apreciado nas comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Continue lendo

MAIS ACESSADAS