Conecte-se conosco

Economia

Caixa libera indenizações do seguro obrigatório; veja passo a passo para solicitar

Pessoas que foram vítimas de acidentes de trânsito poderão fazer o pedido de indenização direto pelo aplicativo DPVAT Caixa.

Publicado

em

Seguro DPVAT

Em 2021, a Caixa Econômica Federal passou a ser a gestora dos recursos e pagamentos do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT). Para facilitar o repasse das indenizações do seguro obrigatório, o banco desenvolveu o aplicativo DPVAT.

Desta forma, pessoas que foram vítimas de acidentes de trânsito poderão fazer o pedido de indenização por morte, invalidez ou reembolso de despesas médicas e enviar os documentos necessários para o processo, além de acompanhar o andamento da solicitação direto pelo aplicativo.

O seguro DPVAT é obrigatório, mas excepcionalmente neste ano, os pagamentos estão suspensos. Mesmo assim, a cobertura continua disponível para motoristas, passageiros e pedestres envolvidos em acidentes de trânsito. Confira a seguir quais são os valores das indenizações:

  • R$ 13.500 em caso de morte;
  • Até R$ 13.500 em caso de invalidez permanente, sendo que o valor pode variar de acordo com gravidade da lesão (100% para invalidez total, 75% para perdas de repercussão intensa, 50% para as de média repercussão, e 25% para as de leve repercussão;
  • Até R$ 2.700 de reembolso dos valores referentes a despesas médicas e hospitalares durante o tratamento.

Para solicitar o seguro pelo aplicativo DPVAT, basta fazer o download e em seguida, se cadastrar na plataforma. Vale destacar que usuários de outros apps da Caixa, tais como Caixa Tem, FGTS e Caixa Habitação, podem utilizar a mesma senha de acesso. Depois, clique na opção “Quero solicitar minha indenização DPVAT”, informe os dados do acidente e da vítima, e por fim, envie os documentos solicitados.

Feito o requerimento, é possível verificar o andamento do pedido, saber se existe algum documento pendente e consultar a data de pagamento da indenização. Neste caso, basta selecionar a opção “Acompanhar minha solicitação”.

Publicidade
Comentários

Empresas

Vale registra lucro líquido de US$739 mi no 4º trimestre de 2020

O Ebitda ajustado sofreu impacto de despesas de US$ 4,863 bilhões relacionadas às doações de Brumadinho

Publicado

em

A mineradora Vale (VALE3) registrou lucro líquido de R$ 739 milhões no quarto trimestre, ante prejuízo líquido de R$ 1,56 bilhão um ano antes, refletindo um histórico desempenho da unidade de ferrosos guiado por preços mais altos que foi minimizado por despesas pelo desastre de Brumadinho (MG).

Segundo a Reuters, a empresa assinou em fevereiro um acordo de R$ 37,69 bilhões para reparação de danos coletivos causados pelo rompimento de barragem da mineradora em 2019 em Brumadinho, com autoridades de Minas Gerais, encerrando ações coletivas na Justiça.

Vale (VALE3) reporta lucro líquido de US$739 mi no 4º trimestre de 2020

Vista de mina da Vale em São Gonçalo do Rio Abaixo (MG)

Vale: o acordo

O acordo impactou o resultado do quarto trimestre em R$ 3,872 bilhões, informou a Vale na noite de quinta-feira, ao relatar o balanço do ano 2020.

Além disso, a empresa realizou provisões adicionais para descaracterização de barragens de US$ 617 milhões.

Também afetou o resultado a realização de US$ 1,5 bilhão em baixas contábeis, principalmente relacionado a ativos de carvão e níquel.

Considerando todas as unidades da companhia, o lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda) ajustado somou US$ 4,24 bilhões entre outubro e dezembro, alta de 20% ante o mesmo período de 2019.

Vale: Ebitda

O Ebitda ajustado sofreu impacto de despesas de US$ 4,863 bilhões relacionadas às doações de Brumadinho e à pandemia de Covid-19 no quarto trimestre.

O Ebitda de Minerais Ferrosos de US$ 8,8 bilhões no quarto trimestre foi US$ 2,944 bilhões superior ao do terceiro trimestre, alcançando seu segundo maior Ebitda ajustado da história.

Já a receita de vendas da companhia somou US$ 14,8 bilhões no quarto trimestre, ante cerca de US$ 10 bilhões um ano antes, com impacto positivo de um aumento dos preços do minério de ferro.

O preço médio realizado do minério de ferro foi de US$ 130,7 por tonelada no último trimestre de 2020, forte alta ante os US$ 83,5 por tonelada no mesmo período de 2019.

Vale: preço/toneladas

A Vale produziu 300,4 milhões de toneladas de minério de ferro em 2020, com recuo de 0,5% ante o ano anterior, em meio a efeitos da pandemia, restrições para a disposição de rejeitos e atrasos na abertura de novas frentes de lavra em Serra Norte, que anularam efeitos do retorno das atividades em algumas minas e o desenvolvimento da mina S11D, no Pará.

A companhia citou que retomou minas no sistema Norte e Sul em dezembro de 2020 e janeiro de 2021, ressaltando que assim mantém a meta de alcançar capacidade de 400 milhões de toneladas até o fim de 2022.

Já as vendas de sua principal commodity no ano passado somaram 254,9 milhões de toneladas, queda de 5,4% ante o ano anterior, à medida que a companhia buscou repor estoques apesar das compras recordes da China.

Em 2020 completo, a mineradora teve um lucro líquido de US$ 4,9 bilhões, ante prejuízo de US$ 1,7 bilhão no ano anterior.

Dividendos, dívida e guidance

Em comunicado separado, a Vale informou que o conselho de administração aprovou nesta quinta-feira distribuição de remuneração aos acionistas referente ao segundo semestre de 2020 no valor bruto de R$ 4,262386983 por ação.

“A continuação da Política de Dividendos visa devolver aos acionistas… uma parcela relevante da geração de caixa da Vale, em um padrão previsível e alinhado com o pilar estratégico da companhia de ‘Disciplina na Alocação de Capital'”, disse a empresa, citando que o pagamento da remuneração ocorrerá em 15 de março de 2021.

A Vale encerrou o ano com US$ 14,258 bilhões em caixa, mais do que a sua dívida bruta de US$ 13,360 bilhões, e portanto com uma posição líquida de caixa de US$ 898 milhões no quarto trimestre.

“Espera-se que a dívida líquida expandida continue com a tendência de queda para os US$ 10 bilhões de meta de longo prazo, uma vez que a companhia continua a gerar caixa e a pagar suas obrigações com Refis, Brumadinho, Renova (RNEW11) e Samarco”, afirmou a empresa.

Em outra nota separada, a Vale revisou sua estimativa para a produção de cobre de 390 mil toneladas para um intervalo entre 360-380 mil toneladas em 2021.

Veja VALE3 na Bolsa:

Continue lendo

Economia

De paquera a descontos: 6 usos curiosos do PIX que você ainda não conhecia

Sistema de pagamentos instantâneos desenvolvido pelo Banco Central tornou as transações financeiras mais simples e rápidas. Confira 6 usos curiosos do PIX.

Publicado

em

PIX

Embora esteja funcionando apenas há pouco mais de três meses, o PIX já revolucionou a forma de fazer transferências bancárias. Isso porque o sistema de pagamentos instantâneos desenvolvido pelo Banco Central torna as transações mais simples e rápidas, uma vez que são gratuitas e o valor cai na conta em alguns segundos, sendo necessário informar apenas a chave PIX do destinatário.

Entretanto, o serviço também pode ser utilizado de formas curiosas. Com a possibilidade de escrever uma mensagem ao fazer pagamentos e transferências, muitos usuários aproveitam o espaço para parabenizar familiares e amigos, sendo que o próprio PIX já é usado como presente, e até mesmo para paquerar.

O PIX ainda pode proporcionar descontos ou mesmo ser utilizado como prêmio em sorteios, entre outras funções inusitadas. Confira a seguir seis segredos do PIX:

Descontos

O PIX vem sendo utilizado como forma de pagamento em diversas empresas varejistas. A vantagem neste caso é que, ao escolher o PIX ao invés de cartão de crédito ou boleto bancário, o cliente pode receber descontos à vista. No caso de lojas online,  para receber o desconto, o pagamento é feito pela leitura do QR Code.

Pagamento por QR Code

Ao cadastrar uma chave PIX, o usuário também passa a ter um QR Code vinculado à sua conta. Assim, para receber um pagamento ou transferência, basta enviar o código, e assim que o pagador fizer a leitura, o valor será creditado na sua conta. Vale destacar que existem dois tipos de QR Code, sendo que o dinâmico é exclusivo para cada transação, e o estático pode ser usado em múltiplas transações.

“Pixtinder”

Muitos usuários encontraram no PIX uma nova forma de paquerar pela internet. Uma brincadeira, chamada de “Pixtinder” por causa do famoso aplicativo de relacionamentos, ficou famosa nas redes sociais recentemente.

Ela consiste em divulgar o número da chave PIX junto a uma tabela com valores variados, sendo que cada quantia sinaliza a intenção do relacionamento. Assim, quem tiver interesse, envia um PIX no valor desejado, junto com uma mensagem romântica. Outra possibilidade é usar o PIX como canal de comunicação para retomar o contato com o parceiro após ter sido bloqueado nas redes sociais.

Prêmio de sorteios

Perfis de lojas e influenciadores vem trocando os sorteios de produtos físicos por transferências de valores via PIX, uma vez que o pagamento é facilitado e dispensa a necessidade de enviar pacotes pelos Correios, por exemplo. Outra modalidade que tem se tornado bastante comum nas redes sociais é oferecer um PIX de determinado valor para quem acertar uma pergunta, por exemplo.

Presente de aniversário

Com a pandemia e a impossibilidade de sair para comprar presentes e reunir os amigos no aniversário, o PIX acabou se tornando uma forma de presentear amigos e familiares. A opção também é válida quando a pessoa não sabe bem o que dar de presente, e acaba transferindo uma quantia para que o aniversariante possa comprar algo especial. Também vale usar o campo de descrição para deixar uma mensagem de aniversário.

Transferências para si mesmo

Uma boa opção para quem tem contas em diversas instituições financeiras é usar o PIX para transferir quantias de uma para a outra. Como é possível cadastrar chaves PIX em bancos diferentes, o usuário pode enviar o dinheiro para a conta de sua preferência sem pagar tarifas pela operação. Um bom exemplo é enviar valores disponíveis em uma conta digital para uma tradicional para poder realizar saques gratuitamente.

Continue lendo

Imposto de Renda - IRPF

IR 2021: Proposta prevê restituição em até 10 dias após entrega da declaração

Projeto de Lei que tramita na Câmara dos Deputados pretende beneficiar cidadãos que perderam renda durante a pandemia.

Publicado

em

Imposto de Renda

O Projeto de Lei 1533/2020, que tramita na Câmara dos Deputados, propõe que o pagamento da restituição do Imposto de Renda 2021, ano-base 2020, seja realizado à medida em que as declarações de ajuste anual forem entregues, até o prazo máximo de 10 dias contados a partir da data de recebimento pela Receita Federal.

A proposta, de autoria do deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), insere dispositivo na Lei 9.250/95, que trata do Imposto de Renda. O texto original previa que a regra também fosse aplicada para as restituições em 2020, referentes ao ano-base 2019, devido à pandemia de Covid-19.

“Vivemos um momento de esforço internacional para encarar o coronavírus na busca de minimizar os efeitos na saúde das pessoas e as consequências na economia”, destacou o autor. “Em razão das medidas de prevenção e isolamento, muitos tiveram a renda prejudicada”, justificou.

Atualmente, o Projeto de Lei tramita em caráter conclusivo, e em seguida será apreciado nas comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Continue lendo

MAIS ACESSADAS