Conecte-se conosco

Agronegócio

Cuidados na hora de cultivar orquídea sapatinho

Considerada uma das mais belas flores, a planta pode ser mantida sempre em cores vívidas, a partir de alguns métodos.

Publicado

em

Uma das pétalas da orquídea sapatinho que lembra um calçado, que dá nome à flor, mas na verdade, é uma “armadilha” do bem. As flores da sapatinho exalam um cheiro que atrai besouros. E, quando o inseto escorrega para o fundo, alguns polinômios ficam presos ao seu corpo. Assim, ao visitar outra planta, acontece a polinização.

Veja também: Aprenda a plantar narciso

Para quem tem ou pretende ter essa espécie em casa, são necessários alguns cuidados para mantê-la sempre bela e com cores vívidas. Leia mais detalhes!

Primeiramente, é importante saber que existem duas espécies de orquídea sapatinho. Mas, devido ao clima tropical brasileiro, a do tipo Paphiopedilum Leeanum é a que mais se adapta às nossas condições, pois é mais resistente e possui flores maiores, sendo uma boa opção para ambientes internos e externos.

Para que a planta se desenvolva da melhor forma, também é preciso escolher o vaso adequado para isso. No geral, boa parte das orquídeas não gostam de recipientes muito grandes.

Assim, para que as raízes da planta se desenvolvam bem, utilize um vaso de plástico, de preferência, do mesmo tamanho da muda a ser transplantada, que contenha sistema de drenagem.

A terra ideal para o cultivo da orquídea pode conter substrato feito com areia e casca de pinus ao solo. A propósito, foi observado que a planta se desenvolve muito bem em terra preta misturada com húmus de minhoca, o que beneficia os brotos e a floração.

Acomode a flor em locais bem arejados e com boa luminosidade. E só faça a rega quando necessário. A orquídea sapatinho não necessita de hidratação diária, a não ser que o solo esteja seco.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS