Conecte-se conosco

Economia

Falta de componentes eletrônicos faz Volkswagen dar férias coletivas a seus funcionários

3 mil trabalhadores terão férias coletivas devido a falta de peças e componentes eletrônicos para finalizar a produção dos automóveis. Metalúrgicos ficarão fora da fábrica até o dia 7 de julho.

Publicado

em

Desde a última segunda-feira, 27 de junho, a fábrica de São Bernardo do Campo da Volkswagen do Brasil, situada na região metropolitana de São Paulo, vai dar para seus colaboradores 10 dias de férias coletivas. Conforme informações da empresa, a medida foi tomada em razão da falta de semicondutores.

Leia mais: MP flexibiliza leis trabalhistas: O que muda quanto a férias, feriados e FGTS?

Foi informado também, pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC que 3 mil trabalhadores terão férias coletivas devido a falta de peças e componentes eletrônicos para finalizar a produção dos automóveis. Metalúrgicos ficarão fora da fábrica até o dia 7 de julho, mas a montadora não informou a quantidade de funcionários envolvidos nas férias.

Segundo o sindicato, a crise dos semicondutores afeta diversos setores, mas em relação ao setor do automobilismo a dificuldade principal é a pouca disponibilidade de fabricação de componentes por parte dos seus fornecedores.

Ainda conforme informações da empresa, essa é uma crise muito ampla que engloba fatores geopolíticos, logística, pandemia e até mesmo questões de clima, que já existe há aproximadamente 3 anos.

A empresa já havia colocado cerca de 2500 metalúrgicos em férias coletivas em maio, por problemas no fornecimento de peças. Os dados do sindicato apresentam que a empresa tem cerca de 8200 funcionários na base de São Bernardo, sendo 4500 deles na parte da produção.

José Roberto Nogueira da Silva, coordenador geral representante do sindicato da Volkswagen, disse que a falta dos componentes tem causado muito impacto não só no ramo automotivo, mas em todo setor industrial brasileiro.

“Este é um problema que vem atingindo não só a indústria automobilística. Toda a indústria nacional tem sido impactada. Isso acaba acertando diretamente nos trabalhadores. A falta de política industrial e de desenvolvimento no país tem causado a desestruturação da cadeia produtiva nacional”, informou ele.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS