Conecte-se conosco

Finanças

Healthtechs crescem 16% no Brasil entre os anos de 2019 e 2022: confira!

O número de healthtechs no Brasil vem aumentando significativamente. Confria aqui o que está acotencendo!

Publicado

em

Alliar informa sobre desistência de oferta pública de aquisição (OPA)

Um levantamento feito pela Liga Ventures em parceria com a empresa PwC Brasil apontou um dado, em tese, um pouco surpreendente. Nesse sentido, de acordo com essa coleta de dados, percebeu-se que o número de healthtechs no Brasil aumentou significativamente, algo entre 16,11% no intervalo entre os anos de 2019 e 2022.

Leia mais: Downloads de apps de Fintech e games aumentaram em 2021: entenda!

De fato, essas informações que foram divulgadas fazem parte de um estudo que foi chamado de “Evolução das startups no setor de saúde”, que se propôs a analisar a inovação referente a esse mercado em específico, mantendo o principal foco da pesquisa nas soluções de startups entre os anos de 2019 e 2022.

Além disso, esse estudo também demonstra um panorama das dificuldades que são encontradas por distintos agentes que atuam cotidianamente nesse setor, como operadoras, hospitais, laboratórios farmacêuticos e centros de medicina diagnóstica, por exemplo.

Dessa maneira, retratando, também, as mudanças que ocorreram nos últimos anos, causadas principalmente pela dinâmica da pandemia que afeta diretamente o desenvolvimento desse setor em específico.

Nos últimos anos, tivemos um avanço muito significativo da telemedicina e um movimento maior de olhar para a prevenção e o bem-estar tanto físico quanto mental das pessoas.

As tecnologias tiveram um papel fundamental nas transformações ocorridas no setor, mudando completamente a forma como a saúde dos pacientes é pensada, o que pode ser percebido ao analisarmos os desafios enfrentados pelas healthtechs, que refletem os novos hábitos e o futuro desse segmento”, observa Raphael Augusto, sócio-diretor de Produtos e Inteligência de Mercados da Liga Ventures.

Destarte, vale enfatizar que a pesquisa foi feita com 596 startups de 35 categorias, como oncologia, nutrição, planos e financiamento, autismo, bem-estar físico e mental, inteligência de dados, seniortechs, saúde no trabalho, entre outras.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS