Conecte-se conosco

Bancos

Imposto de Renda: Nubank apura erros referentes ao pagamento da restituição

Não pingou na conta

Publicado

em

Clientes do Nubank que tinham cadastrado a conta digital para receber o pagamento dos primeiros lotes de restituição do imposto de renda 2021 não receberam o dinheiro.

Além de reclamar junto à própria instituição financeira, também foram às redes sociais para fazer pressão. E conseguiram: o Nubank iniciou uma checagem dos possíveis erros.

Vale lembrar que o primeiro lote da restituição começou a ser liberado dia 31.

As reclamações começaram a pipocar na última segunda e continuaram nesta terça-feira (1). A maioria das queixas foi postada no twitter. A plataforma permite a interação entre os usuários e muitos se inflamaram.

O Nubank permite o recebimento da restituição do IR desde 2020.

Nubank

Também dia 331 o app do Nubank ficou fora do ar. Assim, os clientes não conseguiram acessar. No meio da tarde as operações foram normalizadas. Entretanto, reclamações de instabilidade ainda foram registradas na internet.

Via de regra, o pagamento da restituição é feito diretamente nas contas que foram informadas na declaração do IR, assim, o primeiro lote irá contemplar pelo menos 3,4 milhões de contribuintes.

Apesar da data de entrega da declaração ter sido prorrogada, o calendário de restituição permanece o mesmo. Diante disso, continue acompanhando este artigo, pois, vamos te contar quais são as datas e quando poderá receber a restituição em 2021.

Do que se trata?

A restituição se trata da devolução do imposto que tenha sido pago à mais no ano anterior.

Desta forma, ao fazer sua Declaração de Imposto de Renda você será informado se existir algum “Imposto a restituir”, assim, o valor será depositado na conta bancária indicada na declaração.

O valor da restituição do IRPF é atualizado pela taxa Selic.

Você também pode gostar: Após falhas no C6 Bank, clientes do Nubank também sofrem com erros no app

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bancos

Nubank lança assistente de pagamentos para contas recorrentes

Novidade do banco digital permite que o cliente automatize o pagamento de compromissos financeiros do dia a dia.

Publicado

em

Novo layout app Nubank

O Nubank tem uma novidade para quem tem compromissos financeiros recorrentes e quer mais facilidade para quitar essas contas em dia. O assistente de pagamentos do banco digital possibilita que o cliente com conta pessoal ou PJ cadastre suas dívidas mensais no débito automático.

Veja também: Mais crédito no cartão: Nubank realiza aumento de limite em massa

A nova função garante mais tranquilidade e segurança na hora de garantir que todas as contas recorrentes foram quitadas em dia. É mais fácil, prático e transparente em um mundo moderno e cheio de tarefas.

A fintech também anunciou que vai ampliar as funções do assistente de pagamentos em breve. O serviço está sendo disponibilizado aos poucos para os titulares de contas digitais no Nubank.

Até o momento, é possível colocar em débito automático boletos como água, luz, telefone, gás e internet. Basta cadastrar no aplicativo e ter saldo suficiente disponível na data pagamento.

Como colocar uma conta no débito automático?

Confira o passo a passo para ativar a nova funcionalidade:

  • Acesse o aplicativo do Nubank;
  • Na tela inicial do app, aperte a opção “Assistente de pagamentos”;
  • Toque no sinal de “+”, depois em “Pagamento”;
  • Escolha o tipo de pagamento e a empresa;
  • Clique em “Débito automático”;
  • Informe o código de débito automático (geralmente pode ser encontrado na fatura da conta);
  • Aperte em “Aceitar e enviar” e confirme com a senha.

O usuário ainda pode definir um valor para ser avisado caso a dívida fique muito alta. Essa opção fica disponível logo após informar o código de débito automático.

Continue lendo

Ações, Units e ETF's

CSN (CSNA3): BB Investimentos recomenda Compra com preço-alvo em R$46

Resultados excelentes em cenário favorável

Publicado

em

CSN (CSNA3): BB Investimentos recomenda Compra com preço-alvo em R$46

O BB Investimentos analisou o ativo CSN (CSNA3) em seu portfólio e optou por manter a recomendação de Compra com preço-alvo em R$ 46 por ação.

De acordo com a instituição financeira, o ano de 2021 tem sido bastante positivo para a companhia, que no primeiro semestre apresentou resultados excelentes, aproveitando-se do cenário favorável para os segmentos de siderurgia, mineração e cimentos, com recordes em diversos indicadores.

Também disse que a forte geração de caixa operacional e sua disciplina financeira e de capital levaram a uma redução substancial do seu nível de alavancagem financeira, atingindo antecipadamente suas metas previstas para o final de 2021, que considerávamos ambiciosas quando de sua divulgação.

CSN (CSNA3): BBB Investimentos recomenda Compra com preço-alvo em R$46

CSN

Ainda de acordo com o BB, a empresa deu importantes passos em direção às estratégias de crescimento e geração de valor estabelecidas pelo grupo, tais como a independência dos negócios – com o IPO da CSN Mineração – e a forte expansão no segmento de cimento – com a aquisição da Elizabeth Cimentos e a recém-anunciada aquisição da LafargeHolcim, que robusteceram a tese de investimento para a abertura de capital da CSN Cimentos.

“Apesar do cenário de cautela para mineração, com as fortes quedas de preços de minério de ferro, sobretudo pela desaceleração do ritmo da atividade siderúrgica na China, entendemos que as perspectivas são de bons resultados para a CSN nos próximos trimestres, sustentados pelos preços de aço elevados no mercado interno, bem como demanda aquecida no setor de cimento e margens ainda atrativas na mineração, em função dos baixos custos de produção da empresa frente aos pares internacionais”, destacou.

Veja CSNA3 na Bolsa:

CSN (CSNA3): BBB Investimentos recomenda Compra com preço-alvo em R$46

Continue lendo

Bancos

Banco do Brasil libera depósito de dinheiro em caixas do Banco24Horas

Clientes do BB podem utilizar os mais de 2,4 mil caixas eletrônicos do Banco24Horas para depositar dinheiro.

Publicado

em

Banco24Horas

A partir de agora, clientes do Banco do Brasil podem depositar dinheiro em caixas eletrônicos do Banco24Horas. Cerca de 145 milhões de brasileiros já utilizam as mais de 2,4 mil máquinas espalhadas por todo o país para oferecer mais comodidade e segurança.

Veja também: CNH Social abre 20 mil vagas; Veja com tirar a habitação de graça

Os valores podem ser depositados em espécie, sem a necessidade de usar envelopes. O processo leva poucos segundos e pode ser realizado por correntistas pessoa física ou jurídica. Para quem tem uma conta poupança na instituição, o serviço será liberado ainda neste semestre.

O débito em conta ocorre em tempo real, assim como a verificação das notas. Além dos depósitos, os clientes do BB que usam os caixas do Banco24Horas podem realizar saques, consultas de saldos, extratos, pagamento de contas e mais.

“Dentre os maiores bancos do país, o BB será o primeiro a disponibilizar este benefício para seus clientes no Banco24Horas, proporcionando maior comodidade, pois, além dos 8,5 mil recicladores próprios, ampliará o serviço em 2,4 mil caixas da TecBan, proporcionando ganho de eficiência operacional e a melhoria da experiência dos nossos clientes”, afirmou Euler Mathias, gerente geral da Unidade de Atendimento e Canais do BB.

Segundo Vitor Chiavelli, diretor de Desenvolvimento de Negócios e Relacionamento da TecBan, o Banco24Horas já era parceiro de lojas que depositam o dinheiro em espécie nos caixas eletrônicos da rede. O Banco do Brasil será o primeiro a oferecer o serviço para seus clientes.

“O depósito torna o ecossistema financeiro mais eficiente. Quanto mais pessoas usam, mais segurança e menor custo para todos. Isto é positivo para as instituições, para os clientes e para o meio ambiente. Pretendemos ampliar a disponibilidade deste serviço para mais instituições”, disse Chiavelli.

Os caixas eletrônicos habilitados com a função depósito podem ser localizados no aplicativo ou site do BB e no aplicativo do Banco24Horas.

Continue lendo

MAIS ACESSADAS