Conecte-se conosco

Tecnologia

iPhone Day: Itaú vende celulares da Apple com até 20% de desconto

Neste Dia do Cliente, Itaú Unibanco oferece descontos exclusivos na compra de diversos modelos de iPhone. Saiba mais.

Publicado

em

iPhone pra sempre Itaú

A Apple lançou ontem, 14, a versão mais nova de seu iPhone. Por serem lançamento e devido ao alto preço do dólar, os preços dos quatro modelos do aparelho prometem ser bastante salgados, ultrapassando os R$ 15 mil. Até quem procura um iPhone mais antigo pode ter dificuldades para encontrar valores mais em conta.

Leia mais: Três carros populares no Brasil tiram nota zero em segurança

O Itaú Unibanco vai comemorar o Dia do Cliente com uma promoção chamada de ‘iPhone Day’, que terá descontos de até 20% na compra de um modelo de smartphone disponível no programa iPhone para Sempre. Ele funciona como um serviço de assinatura de aparelho, permitindo que o cliente troque de celular com frequência.

A ação ocorre exclusivamente neste dia 15 de setembro e enquanto durarem os estoques. O Itaú informou que os produtos serão vendidos com parcelas a partir de R$ 114,50, que serão cobradas na fatura do cartão.

iPhone para Sempre

Para participar do programa, basta acessar o aplicativo do banco e encontrar o menu “Serviços”. Depois é só apertar em “iPhone para Sempre” e escolher o modelo. Cada participante pode comprar até cinco aparelhos com seu CPF.

Após 21 meses, o usuário terá quitado cerca de 70% do valor do smartphone, então poderá trocá-lo por uma versão mais recente, continuar com o celular escolhido ou sair do programa.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tecnologia

WhatsApp vai oferecer cashback em pagamentos; Conheça a novidade

Mensageiro deu início à fase de testes da nova função, voltada pra incentivar o uso do WhatsApp Pay.

Publicado

em

De acordo com o site WABetaInfo, o WhatsApp pode liberar aos seus usuários a opção de cashback muito em breve. A novidade foi descoberta através de uma notificação na plataforma de testes do mensageiro, conhecida como “versão beta”.

Leia mais: Abono PIS/Pasep adiado: Como fica o calendário para 2022?

Durante uma captura de tela, o aviso no topo do chat de conversas traz a seguinte mensagem: “Ganhe casbhack no seu próximo pagamento”. Ao que tudo indica, trata-se da nova função do mensageiro, ainda em fases de testes.

Confira a imagem a seguir:

Imagem: Reprodução/WhatsApp

Detalhes aprofundados a respeito da funcionalidade ainda não foram divulgados. Porém, é possível que o serviço a ser lançado seja uma forma de o aplicativo impulsionar o uso do WhatsApp Pay. Também não se sabe para quem será oferecida a função, se para todos os usuários do mensageiro ou apenas para quem utiliza o método de pagamento.

Desde o seu lançamento, o WhatsApp Pay teve pouco impacto no Brasil, sendo utilizado por apenas 7% dos usuários do aplicativo. Uma das causas está na competição com o Pix, outro sistema de pagamento bastante famoso, criado pelo Banco Central (BC).

Sendo assim, a implementação do cashback – que devolve parte do dinheiro pago em uma transação – servirá para incentivar o crescimento da ferramenta em terras brasileiras. Por outro lado, ainda não se sabe quando a novidade vai operar de forma definitiva no país.

Continue lendo

Tecnologia

WhatsApp remove função que poucos lembravam que existia

Aplicativo de mensagens exclui recurso para criação de salas no Messenger, mas poucos usuários notam a mudança.

Publicado

em

O WhatsApp está sempre testando e lançando novos recursos para aprimorar a experiência de seus usuários. Mas o mensageiro também faz o caminho inverso, e às vezes remove funções pouco utilizadas ou que já não têm mais sentido estarem disponíveis.

Leia mais: Cerca de 109 milhões de CPFs, CNPJs e placas de veículos são expostos em site

Embora não seja comum, isso ocorreu recentemente. A empresa excluiu um atalho que possibilitava a criação de salas no Messenger, criado há cerca de um ano. Com ele, até 50 participantes simultâneos podiam fazer chamadas de vídeos em grupo via Facebook.

A novidade nunca chegou a ser utilizada por um grande número de usuários, e esse pode ter sido o motivo da exclusão. O WhatsApp não informou se planeja incluir isso dentro do próprio aplicativo ou se vai substituir o recurso por algo novo.

Para quem usa o WhatsApp beta para iOS 2.21.190.11 ou Android 2.21.19.15, já não é possível realizar essa integração com o Messenger. A remoção será realizada de forma gradual para o restante dos donos de contas.

Continue lendo

Tecnologia

Cerca de 109 milhões de CPFs, CNPJs e placas de veículos são expostos em site

Segundo a empresa PSafe, é possível ter acesso às informações com uma simples pesquisa em um sistema de buscas.

Publicado

em

Vazamento de dados

A empresa de segurança digital PSafe alertou na última terça-feira, 21, que cerca de 426 milhões de informações pessoais e outros 109 milhões de dados, como CPFs, CNPJs e placas de veículos, foram expostos em um site público brasileiro. A página pode ser acessada por qualquer internauta.

Leia mais: Nova função do WhatsApp pode ser perigosa para quem conversa muito

Segundo a PSafe, é possível ter acesso às informações com uma simples pesquisa em um sistema de buscas. O problema foi encontrado pelo laboratório da companhia.

Nome, CPF, endereço, gênero, data de nascimento, e-mail e até a renda de pessoas físicas estão entre os dados vazados. No site também é possível encontrar contratos com empresas de telefonia e TV por assinatura, contendo número de telefone fixo e móvel, data de contratação, número do documento e forma de pagamento.

“Estamos falando de uma superbase, provavelmente enriquecida a partir do compilado de outros possíveis vazamentos. Esse novo banco foi encontrado em 19 setembro de 2021 e tem sido analisado desde então. Ele engloba os principais dados pessoais, expondo diversas informações pessoais. Nas mãos dos cibercriminosos, esses dados são um ‘prato cheio’ para a aplicação de golpes de engenharia social”, alertou Emilio Simoni, executivo-chefe de segurança do PSafe.

Atenção aos riscos

De acordo com o especialista, agora que já se sabe sobre a exposição dos dados os brasileiros precisam se atentar a telefonemas e mensagens que “utilizem essas informações para conquistar a sua confiança”. Também é importante ficar de olho na conta bancária para identificar qualquer movimentação não autorizada.

“Estamos todos à mercê dos cibercriminosos. De posse indevida desses dados, é possível que criminosos abram empresas e contas falsas em redes sociais para a aplicação de golpes”, acrescentou.

Ainda não é possível saber de onde as informações foram vazadas, mas a empresa acredita que pode ter sido de alguma operadora de telecomunicação. A PSafe já enviou um relatório à Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) comunicando a falha.

Continue lendo

MAIS ACESSADAS