Conecte-se conosco

Ações, Units e ETF's

IPO: dona da marca Super Frango e GPS Participações pedem registro para oferta

A companhia pretende usar os recursos com a venda de ações novas para investir na expansão da capacidade de produção na fábrica de Nova Veneza (GO)

Publicado

em

O grupo goiano São Salvador, que se apresenta como uma das principais empresas produtoras de carne de frango no Brasil, pediu nesta terça-feira (23) o registro para uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

A São Salvador é dona das marcas Super Frango, de cortes congelados e resfriados, e Boua de vegetais congelados, embutidos, defumados, lácteos, hambúrgueres, peixes e suínos.

IPO: dona da marca de carne de frango Super Frango pede registro; GPS Participações também

IPO: a companhia

Segundo a Reuters, a companhia afirma no prospecto preliminar da oferta que pretende usar os recursos com a venda de ações novas para investir na expansão da capacidade de produção na fábrica de Nova Veneza (GO) e para pagar dividendos a atuais acionistas.

Na oferta, que será coordenada por XP, BTG Pactual, Itaú BBA e Bradesco BBI, os atuais acionistas José Carlos Garrote de Souza e sua esposa Maria Flávia Perilo Vieira e Souza venderão uma fatia no negócio.

IPO: GPS Participações

A GPS Participações e Empreendimentos protocolou pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A empresa, que opera desde 1965 é líder e maior player nacional do setor de prestação de serviços integrados, que incluem soluções de facilities, segurança, logística indoor, serviços de engenharia e manutenção industrial a mais de 2.700 clientes em 21 estados.

Segundo o Valor Pró, a oferta será primária, quando os recursos vão para o caixa da companhia, e secundária, quando o dinheiro fica com os acionistas vendedores e terá como coordenador líder o Itaú BBA, com o Goldman Sachs do Brasil Banco Múltiplo como agente estabilizador. Outros coordenadores serão o Bank of America Merrill Lynch Banco Múltiplo, o Banco BTG Pactual, o Citigroup Global Markets Brasil, Corretora de Câmbio, Títulos e Valores Mobiliários e o Banco Morgan Stanley.

Em 2020, a GPS teve receita líquida de R$ 4,942 bilhões, contra R$ 4,311 bilhões no ano anterior, enquanto o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de R$ 564 milhões no ano passado, acima dos R$ 449 milhões de 2019. Já o lucro líquido passou, na mesma comparação, de R$ 212 milhões para R$ 283 milhões.

Você pode gostar
Continue lendo
Publicidade
Comentários