Conecte-se conosco

Commodities

Países desenvolvidos deverão cessar suas produções de petróleo até 2034

A comunidade internacional firmou um acordo de reduzir as emissões de gases de efeito estufa visado na manutenção da temperatura média do planeta. Confira!

Publicado

em

Os países mais ricos do planeta deverão encerrar suas produções de petróleo e de gás até 2034, de acordo com o relatório divulgado nesta terça-feira (22) pelo Centro Tyndall para Pesquisa sobre Mudanças Climáticas.

Os produtores medianos poderão adiar o encerramento de sua produção até 2043, acrescenta o relatório.

A comunidade internacional firmou um compromisso de reduzir as emissões de gases de efeito estufa visado na manutenção da temperatura média do planeta, com temperatura máxima de +1,5 ºC. A meta estabelecida poderá ser superada até 2030, entretanto, os membros do grupo de cientistas do Painel Intergovernamental alertam sobre Mudança do Clima.

Na segunda-feira (21), o grupo iniciou uma reunião que contava com a presença de 195 países que visavam aprovar um relatório que recomendava algumas ações para combater as alterações climáticas, e entre elas estavam a interrupção do gás, do carvão e do petróleo.

As nações mais pobres do mundo são produtoras de somente uma fração da produção de energia fóssil, relembra o Centro Tyndall, que completa dizendo que obrigá-los a eliminar abruptamente essa fonte de receita pode gerar uma fonte de desestabilização interna.

Contabilizando todos os países, 88 são os que extraem petróleo e gás.

Países como Sudão do Sul, República do Congo e Gabão contam recursos escassos que procedem destas duas commodities. No caso dos Estados Unidos, representam somente 8% de seu PIB, diz o relatório.

De acordo com os cálculos de emissões de CO2 do Centro Tyndall, “os países ricos devem parar de produzir petróleo e gás até 2034 e os mais pobres, até 2050’’. Conforme os cálculos de emissões de CO2 do Centro Tyndall.

No contexto em que há 50% de possibilidades de executar a limitação do aumento da temperatura a +1,5ºC, os 88 países produtores são classificados em cinco categorias, que vão do mais ao menos importante.

As potências produtoras compõem o grupo 1 e estão: EUA, Noruega e Rússia.

Esta classificação faz a relação entre a importância e o peso que a produção representa economicamente para o país e seu desenvolvimento, devido a isso, no grupo 2 estão inseridos, a Arábia Saudita, Chile e a Argentina, que possuem a recomendação de cessar sua produção até 2039.

No grupo 3, que recomenda o fim da produção até 2043, foram incluídos Brasil, México e Colômbia. Já Cuba e Peru compõem o grupo 4 (2045).x/

A Venezuela, que é um histórico produtor, ocupa o 5º lugar por vive problemas econômicos graves junto com Bangladesh e Iêmen. Essas nações poderiam seguir sua produção ate o final do século.

“Os países ricos têm 12 anos para acabar com sua produção de petróleo e gás”, alertou Romain Ioualalen, diretor da ONG Oil Change International, ao falar sobre relatório, que para ele é uma “acusação de pleno direito”.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS