Conecte-se conosco

Economia

Propaganda enganosa: Coca-Cola tem bebida proibida pelo Procon

Este é mais um produto enquadrado na denúncia de propaganda enganosa, e se restringe por enquanto só no Distrito Federal.

Publicado

em

Entre a onda de empresas punidas por propaganda enganosa, quem entra agora é a Coca-Cola. A semana começou com o Procon-DF proibindo a venda do Del Valle Fresh na capital federal, após uma denúncia do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

Veja também: Burger King é notificado pelo Procon por propaganda enganosa; confira

Este é mais um produto enquadrado na denúncia de propaganda enganosa, e neste caso se dá, pois o marketing do produto pode levar o consumidor a acreditar que se trata de um suco de fruta.

“A fiscalização do órgão constatou, após análise das informações no site da Del Valle e verificação in loco dos rótulos e dos anúncios publicitários nos supermercados, que os produtos Del Valle Fresh não possuem a quantidade mínima de fruta para serem considerados suco, néctar ou mesmo refresco”, explica o Procon.

A proibição, por enquanto, se restringe apenas ao Distrito Federal, e a empresa só poderá voltar a vender o produto após as correções no marketing e publicidade que foi considerada indevida.

Em nota, a Coca-Cola afirmou que nunca classificou a bebida como suco, mas que seguirá as determinações do Procon. A empresa também diz que todas as informações sobre a composição da bebida Del Valle Fresh estão no rótulo, de acordo com a legislação brasileira.

Nas últimas semanas, empresas de fast food como McDonald’s e Burger King também foram punidos pelo Procon-DF pelo mesmo motivo: propaganda enganosa.

Os casos desencadearam uma série de denúncias, e parece que o Procon tem averiguado de perto. Sendo assim, podemos esperar por mais proibições nas próximas semanas.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS