Conecte-se conosco

Commodities

Real começar a valorizar e dólar cai para R$4,84

Surpreendentemente, nessa semana, o Real passou por uma breve valorização e o dólar caiu para R$4,84. Entenda essa dinâmica!

Publicado

em

Durante muito tempo, pelo menos nos últimos três anos, o dólar tem ficado em alta, variando de R$5 a quase R$6 reais. No entanto, no dia 23 de março de 2022 a moeda norte-americana fechou o dia valendo R$4,8438, equivalente a um recuo de 1,43%.

Essa queda, em suma, está atrelada à perspectiva de que o país passou a ser visto com “bons olhos” pelos investidores. É importante ressaltar, também, que esse é o valor mais baixo cotado desde o início da pandemia dá COVID-19, em março de 2020.

Nesse “rol” de causalidades, o preço do petróleo subiu, também, obtendo o brent negociado em torno de US$120 o barril. De fato, devido ao conflito no leste europeu estar completando basicamente um mês, diversos investidores vem mostrando-se preocupados com a interrupção abrupta de commodities que vem elevando estratosfericamente os preços do petróleo e do milho desde de o início do conflito, no ida 24 de fevereiro.

Mediante a esse contexto, os grandes investidores, detentores de um capital significativo, enxergam os países da América Latina menos propícios à tensões geopolíticas, transfigurando-se em um ótimo cenário de investimentos, incluindo o Brasil, obviamente. É fundamental destacar que outras moedas latino-americanas também ganharam valorização em relação ao dólar, como o peso colombiano, peso chileno e sol peruano.

Outro fator extremamente relevante na movimentação do mercado são os juros em patamares elevados no Brasil em detrimento dos juros nos EUA e outras economias, também, vem contribuindo para esse cenário da valorização do real em 2022. Atualmente, ficando atrás somente da Rússia, o Brasil possui a segunda maior taxa de juros de todas as terras emersas no planeta. Não obstante, de acordo com o economista-chefe da Necton, André Perfeito, “o eal tende a continuar se apreciando e a não ser que se tenha alguma reversão nestes vetores podemos ver ainda mais quedas no dólar”.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS