Conecte-se conosco

Imposto de Renda - IRPF

Reforma tributária: Governo quer corrigir todas as faixas da tabela de IR, afirma Guedes

Caso teto máximo para isenção do IR salte de R$ 1.900 para R$ 3 mil, os custos para União serão de R$ 22 bilhões.

Publicado

em

Paulo Guedes e Bolsonaro

Nesta quarta-feira, 5, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo federal quer fazer a correção de todas as faixas da tabela de Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), por meio da proposta de reforma tributária brasileira. “Não só do piso mas de todas as faixas”, destacou o ministro em audiência pública.

De acordo com Guedes, se o teto máximo de isenção saltar de R$ 1.900 para R$ 3 mil, os custos na arrecadação serão de R$ 22 bilhões. E no caso de readequação em todas as faixas, o impacto será elevado para R$ 36 bilhões. No entanto, o chefe da pasta da Economia frisa que a decisão será dos parlamentares.

Ainda, durante a reunião, ele analisou que a pandemia do novo coronavírus teve como efeito a amenização da inflação, com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) correndo abaixo das metas.

Diante disso, Guedes alega que não possui temor de um Imposto sobre Valor Agregado (IVA) ocasionar em um impacto inflacionário. “Acho que impacto (do IVA) vai ser mais sobre estrutura de preços relativos”, afirmou.

Continue lendo
Publicidade
Comentários