Conecte-se conosco

Imposto de Renda - IRPF

Reforma tributária pretende rever benefícios do Imposto de Renda, afirma secretário da Receita

Proposta visa progressividade dos impostos. O intuito é taxar mais quem possui condições de pagar e, consequentemente, reduzir encargos dos demais.

Publicado

em

Paulo Guedes

O secretário da Receita Federal, José Tostes, alegou que a reforma tributária deve rever os benefícios do Imposto de Renda, para pessoas físicas e jurídicas. Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, até o final deste ano o governo conseguirá aprovar a proposta.

Tostes, em videoconferência realizada com a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Unafisco), alegou que as alterações no regime tributário pressupõem uma progressividade, ou seja, o intuito é taxar mais aqueles que possuem condições de pagar imposto e, por consequência, reduzir os encargos dos contribuintes com menos condições.

O governo federal já afirmou querer reduzir deduções médicas e de despesas com educação. O secretário da Receita Federal tornou a defender a extinção do Programa Integração Social (PIS) e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), que seriam substituídos pelo Imposto sobre Valor Agregado (IVA).

Guedes levanta a bandeira de um imposto parecido com a extinta Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), sendo um modo de estender a base de arrecadação da União. Porém, o modelo foi desconsiderado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS