Conecte-se conosco

Economia

Veja 5 pontos sobre o cartão SX do Santander e descubra se ele vale a pena para você

O Cartão SX tem sido solicitado frequentemente e um dos motivos é que ele viabiliza limites acima de R$250.

Publicado

em

Cartão Santander SX

Você está precisando de um Cartão de Crédito? Já ouviu falar do Cartão SX do Santander? O cartão foi lançado, no final do ano passado, e cheio de vantagens e benefícios; Veja alguns pontos importantes para você solicitar o cartão:

Anuidade do Cartão

Primeiro ponto importante a anuidade do cartão, o Cartão SX, possibilita o cliente ficar isento da anuidade. Porém, o cliente precisa gastar mensalmente o mínimo de R$100. Se por acaso esse valor não for alcançado, a unidade será  R$33,25/mês.

Descontos

Outro benefício que o banco oferece é o descontos exclusivos (Esfera), quem não ama um desconto né! Com o Esfera o consumidor pode desfrutar de descontos de até 50% nas compras e até viajar. Fazendo as compras na plataforma o cliente ainda tem a possibilidade de juntar pontos, para depois substituir por produtos, ou até mesmo um desconto na fatura.  

Cartão Virtual  

Outra função interessante que o Cartão de Crédito Santander SX disponibiliza é o cartão virtual. Esse é para você que ama fazer compras online, isso mesmo, o cartão possibilita ao cliente fazer compras e pagamentos online. Além do mais, o consumidor também pode acompanhar os gastos do cartão em tempo real pelo App Way (disponível para Android e iOS) e monitorar o limite de crédito.

Limites no cartão

O Cartão SX tem sido solicitado constantemente, e um dos motivos é que ele viabiliza limites acima de R$250. De acordo com os gastos do cliente esse limite pode ser ampliado gradativamente. Vale ressaltar que é necessário que o cliente  pague as faturas em dia, dessa forma, o Santander oferecerá mais limite com o passar dos meses.

Benefícios Vai de Visa

O banco traz também ofertas especiais no Vai de Visa, um programa de benefícios e ofertas especiais para clientes que têm cartões com a bandeira Visa. Através do programa o cliente pode desfrutar das promoções, cupons e descontos em vários parceiros.

As vantagens não acabam, o Santander SX também está concedendo R$50 para usar no Rappi, por tempo limitado. É só contratar o Cartão SX e se cadastrar no Vai de Visa.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economia

Auxílio Emergencial permanente de R$ 150 é anunciado; Quem tem direito?

Governo estadual cria programa permanente para oferecer auxílio no valor de R$ 150 a famílias de baixa renda.

Publicado

em

O auxílio emergencial estadual criado pelo governo do estado de Amazonas irá se tornar um programa permanente. A mudança foi anunciada na última segunda-feira, 13, pelo governador Wilson Lima (PSC) e deve beneficiar cerca de 300 mil famílias vulneráveis.

Veja também: Estudantes receberão auxílio de R$1.000 durante a pandemia; Saiba como

Para ter acesso ao benefício, o cidadão terá de viver no estado. De acordo com as previsões, serão contempladas 158 mil famílias da capital Manaus e outras 142 mil que moram em cidades do interior.

O valor do auxílio será de R$ 150 por mês, possivelmente transferido por meio de um cartão físico. Para evitar fraudes, os beneficiários só poderão utilizar o saldo em estabelecimentos credenciados, somente para a compra de comida, materiais de limpeza pessoal e itens de higiene.

A previsão do governo é começar os pagamentos fixos a partir de novembro para quem está com cadastro ativo no CadÚnico.

Quem deve receber o auxílio permanente?

Os cidadãos que estão inscritos no Bolsa Família devem ter preferência nos pagamentos, o que significa que a partir de novembro esse grupo poderá receber um reforço na renda mensal. Além disso, os interessados precisam cumprir os seguintes requisitos:

  • Ter idade igual ou superior a 18 anos;
  • Ter renda per capita de até meio salário mínimo (R$ 550 atualmente);
  • Estar com o cadastro ativo no CadÚnico.

Embora não seja suficiente para cobrir todos os gastos dos cidadãos, especialmente devido ao aumento da inflação, o benefício deve socorrer muitas famílias após o fim do programa auxílio emergencial.

Continue lendo

Economia

Inflação sobe e revisão do FGTS pode gerar ainda mais dinheiro; Entenda

Revisão do FGTS pode recuperar valores perdidos pelos trabalhadores com a inflação acumulada nos últimos anos.

Publicado

em

LUCRO DO FGTS

A inflação que só dispara no Brasil e pesa no bolso dos cidadãos pode aumentar ainda mais nos próximos meses. Para quem pretende solicitar a revisão do FGTS (fundo de Garantia do Tempo de Serviço), essa alta pode resultar na devolução de valores ainda maiores perdidos com o aumento dos níveis dos preços.

Veja também: Valor dos carros mais vendidos triplicou em apenas uma década

A revisão do FGTS é uma ação que busca a troca do índice usado para corrigir os saldo das contas dos trabalhadores no fundo. Atualmente, é utilizada a Taxa Referencial (TR), que está zerada. Isso gera perda no poder de compra dos cidadãos.

A ação ainda não foi julgada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mas seu objetivo é a utilização do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) no lugar da TR. O INPC é o principal medidor da inflação no país, e sua adoção evitaria as perdas causadas por ela

Como calcular o valor da revisão?

Para saber qual seria o valor da revisão, o interessado deve acessar o aplicativo do FGTS e baixar seus extratos em formato PDF. Em seguida, é só acessar a calculadora LOIT FGTS e anexar os documentos.

Para profissionais da área, como advogados e contadores, a ferramenta indicada é o ELI FGTS. A plataforma facilita os cálculos e mostra a diferença entre o valor corrigido pela inflação e o valor que está no extrato.

Segundos resultados de pessoas que já utilizaram a calculadora para descobrir quanto receberiam com uma possível revisão, o valor médio das correções é de R$10 mil. Contudo, ele pode chegar a um montante ainda mais elevado, de acordo com o tempo em que o dinheiro ficou parado na conta.

Continue lendo

Economia

INSS divulga calendário de pagamentos de setembro; Confira as datas

Beneficiários que recebem um salário mínimo serão os primeiros contemplados. Em seguida, será a vez dos segurados com renda acima do piso.

Publicado

em

Segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já podem conferir as datas de pagamento de aposentadorias, pensões e auxílios referentes ao mês de setembro de 2021. Os depósitos vão até o dia 7 de outubro.

Leia mais: Caixa começa os pagamentos da 6ª parcela do auxílio emergencial nesta sexta, 17

Os pagamentos aos segurados são feitos de acordo com o número final do cartão do benefício. Ele pode ser encontrado antes do dígito verificador, que aparece logo após o traço.

Beneficiários que recebem um salário mínimo (R$ 1.100) serão os primeiros contemplados. Os repasses começam no dia 24 de setembro. Somente um pouco depois o dinheiro será liberado para quem ganha acima do piso, neste caso, a partir do dia 1º de outubro.

Calendário de pagamentos do INSS de setembro

Veja a seguir o cronograma com as datas dos repasses:

Para beneficiários que recebem até um salário mínimo por mês

  • Benefício final 1 – Recebe dia 24 de setembro
  • Benefício final 2 – Recebe dia 27 de setembro
  • Benefício final 3 – Recebe dia 28 de setembro
  • Benefício final 4 – Recebe dia 29 de setembro
  • Benefício final 5 – Recebe dia 30 de setembro
  • Benefício final 6 – Recebe dia 01 de outubro
  • Benefício final 7 – Recebe dia 04 de outubro
  • Benefício final 8 – Recebe dia 05 de outubro
  • Benefício final 9 – Recebe dia 06 de outubro
  • Benefício final 0 – Recebe dia 07 de outubro

Para beneficiários que recebem mais de um salário mínimo por mês

  • Benefício final 1 e 6 – Recebe dia 01 de outubro
  • Beneficio final 2 e 7 – Recebe dia 04 de outubro
  • Benefício final 3 e 8 – Recebe dia 05 de outubro
  • Beneficio final 4 e 9 – Recebe dia 06 de outubro
  • Benefício final 5 e 0 – Recebe dia 07 de outubro

O segurado pode consultar o extrato de pagamento do benefício através do site ou aplicativo Meu INSS, clicando na opção “Extrato de pagamento do benefício”. Aqueles que são correntistas da Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil podem solicitar o documento em qualquer agência bancária ou nos terminais da autoatendimento.

Lembrando que o INSS repassou aos segurados as quantias referentes ao 13º salário. Os valores foram depositados em duas parcelas, sendo a primeira paga em maio e a segunda em junho. A antecipação teve o objetivo de ajudar os segurados durante a pandemia da Covid-19.

Continue lendo

MAIS ACESSADAS