Conecte-se conosco

Finanças

Até R$ 800: Diferença nos preços para obter CNH pode ser alta; Confira

Preço para tirar uma CNH, seja para carro ou moto, não é tabelado; veja dicas para economizar e pagar o menor valor na autoescola.

Publicado

em

Autoescola

Obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) pode custar menos ou mais dependendo de onde o serviço é contratado. É o que apontou uma pesquisa divulgada pelo Detran-SP, que descobriu que a diferença no valor cobrado pela carteira de motorista pode chegar a R$ 800, dependendo do Centro de Formação de Condutor (CFC) escolhido. Os valores podem variar de R$ 1,2 a R$ 2 mil dependendo do lugar.

Leia mais: Confira quais são as motos mais visadas para roubos e furtos no Brasil

Isso acontece porque o preço para tirar uma CNH, seja na categoria A (moto) ou B (carro), não é tabelado. Apenas taxas exigidas pelos Departamentos de Trânsito de cada estado são fixas, como exame médico, emissão do documento, e psicotécnico – no caso de alunos que estão tentando conquistar o direito de dirigir pela primeira vez.

Dicas para economizar com a CNH

O primeiro passo na hora de fechar um contrato com uma autoescola é verificar se a empresa está regularizada. Feito isso, a etapa seguinte consiste em verificar se a diferença de custos cobrados entre um e outro CFC está relacionada aos modelos de carros oferecidos. Aqueles que disponibilizam utilitários mais modernos tendem a cobrar mais caro dos alunos.

Outro fator importante que deve ser considerado é a região na qual a autoescola está localizada. Caso o curso teórico seja realizado de forma remota (EAD), o Detran alerta que os valores devem ser reduzidos. Além disso, se a autoescola optar em realizar parte das aulas práticas em simuladores veiculares, por exemplo, o valor de custo da CNH também deve ser menor.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS