Conecte-se conosco

Ações, Units e ETF's

Auxílio Brasil, Focus e balanço nos EUA pautam segunda do Ibovespa

Benefício eleitoreiro, avanço da Selic e desempenho de economia ianque afetam cotações

Publicado

em

Um dia após o ministro ‘fura-teto’ Guedes reafirmar (após ser reafirmado no cargo pelo mandatário de plantão), que o programa social-eleitoral (rebatizado Auxílio Brasil) vai continuar, sim, mais forte do que nunca, o Ibovespa continua refletindo a deterioração do quadro fiscal, subida da inflação e nova alta da Selic (taxa básica de juros), que poderá chegar a 7,75% ao ano, conforme projetou, nessa segunda-feira (25), o boletim Focus do Banco Central (BC), a respeito da próxima reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom/BC), na próxima quarta (27).

Guedes na ribalta – Também para o fim de 2021, o Focus projeta uma Selic de 8,75% ao ano; IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo alçado a 8,96%; PIB recuado de 5,01% para 4,97% e câmbio a R$ 5,45. Além do boletim, a agenda tem direito à divulgação do Índice de Confiança do Consumidor pela Fundação Getúlio Vargas (FGV); dados sobre empréstimos bancários, referentes a setembro último, pelo BC, que também divulga o resultado da balança comercial semanal. No fim da tarde, Guedes volta à ribalta, ao participar do lançamento do Programa de Crescimento Verde.

À revelia – Depois de amargar a pior semana do ano – tombo acumulado de 7,28% – o mercado continua acompanhando a movimentação do Executivo visando emplacar seu auxílio eleitoral, que contaria com uma margem orçamentária de R$ 30 bilhões – ainda este ano – à revelia da regra de ouro do teto de gastos e da responsabilidade fiscal, selo de confiabilidade, ou não, do governo. A bolada poderá chegar a R$ 83 bilhões em 2022, ano do pleito presidencial.

Velocidade moderada – Ironia ou não, a fome é o recurso final do comandante fura-teto da economia, em sua defesa férrea de seu auxílio eleitoral, com linguajar neoliberal surrado, de que agora é preciso “moderar a velocidade da aterrissagem fiscal, para atender a população mais frágil neste momento”. Sem perder tempo, o ministro jogou para o Congresso a responsabilidade da melhoria fiscal, ao defender a conclusão das reformas, se o país quiser atingir o que chamou de ‘solidez fiscal’.

‘Troca justa’ – No mesmo compasso, o investidor offshore garantido pela Constituição em vigor estimou que, somente a reforma administrativa deverá proporcionar uma economia de R$ 300 bilhões, nos próximos oito a dez anos, a título de comparação a um gasto menor, agora, de ‘apenas’ R$ 30 bilhões para o Erário.

Balanço bom – No plano externo, o momento é de índices futuros em leve alta, nessa segunda (25), com perspectiva de se manter assim, ao longo da sessão, por conta dos bons números exibidos nos balanços das companhias norte-americanas, com reflexo global, depois da performance positiva de seus índices – Dow (+5%); S&P (+5%) e Nasdaq (+4%) – por sua vez turbinado para a valorização dos papéis ianques de energia (11%) e de material de finanças (7%).

S&P turbinado – Outro referencial mostra que, das 117 empresas que compõem o S&P, 84% delas registraram ganhos acima da expectativa, conforme previu a consultoria Refinitiv, sem contar a previsão de que 35% das empresas que integram o S&P apresentem melhoria de receita no terceiro trimestre do ano (3T21).

Ásia mista – Com desempenho misto das bolsas locais, o destaque na Ásia fica para volátil China, a exemplo da endividada incorporadora imobiliária Evergrande, cujos papéis (ainda cotados em bolsa), em poucas horas, saíram do ‘olimpo’ de uma valorização de 6% para -0,74%, na bolsa de Hong Kong. O sobe desce acionário decorre da informação, veiculada pela agência britânica Reuters, de que a Evergrande estaria retomando dez projetos do grupo.

Europa estável – Na Europa, o índice Stoxx 600 –  composto pelas ações de 600 empresas dos principais setores de 17 países europeus – apresenta estabilidade, com destaque positivo para o setor de mineração, mas negativo para empresas de telecomunicação. Entre as principais commodities, alta para petróleo e minério de ferro.

Principais indicadores 

Estados Unidos

Dow Jones Futuro (EUA), +0,03%

*S&P 500 Futuro (EUA), +0,12%

*Nasdaq Futuro (EUA), +0,25%

Europa

*FTSE 100 (Reino Unido), +0,54%

*Dax (Alemanha), +0,35%

*CAC 40 (França), -0,03%

*FTSE MIB (Itália), +0,76%

Ásia

*Nikkei (Japão), -0,71% (fechado)

*Shanghai SE (China), +0,76% (fechado)

*Hang Seng Index (Hong Kong), +0,02% (fechado)

*Kospi (Coreia do Sul), +0,48% (fechado)

Commodities e Bitcoin

*Petróleo WTI, +0,91%, a US$ 84,52 o barril

*Petróleo Brent, +0,78%, a US$ 86,2 o barril

*Bitcoin, +2,82% a US$ 62.698,95

*Sobre o minério de ferro: **O minério negociado na bolsa de Dalian teve alta de 1,7%, a 688,5 iuanes, o equivalente a US$ 107,82.

Publicidade
Comentários

Ações, Units e ETF's

Ibovespa fecha em baixa de 0,87%, aos 101.915,45 pontos

O Ibov acumula perda de 1,53% em novembro, sendo menos 14,37% em 2021 e menos 6,41% em 12 meses.

Publicado

em

Crédito: Agência Brasil

O Ibovespa fechou a sessão desta terça-feira (30) em baixa de 0,87%, aos 101.915,45 pontos. O giro financeiro marcou R$ 46,9 bilhões.

O Ibov acumula perda de 1,53% em novembro, sendo menos 14,37% em 2021 e menos 6,41% em 12 meses

Em Nova York, o Dow Jones caiu 1,86% (34.483,92), o S&P 500 caiu 1,90% (4.566,95), e a Nasdaq caiu 1,55% (15.537,69).

Na Europa, Frankfurt caiu 0,89%; Londres caiu 0,44%; Paris caiu 0,55%; Madri caiu 0,98%; Stoxx 600 caiu 0,62% (464.36).

O dólar, por sua vez, fechou em alta de 0,46%, a R$ 5,6355, e os Treasuries, que são títulos do Tesouro norte-americano, ficou assim: o T-bond de 30 anos recuou a 1,7870% (1,8532%), o T-note de 2 anos subiu para 0,5470% (0,4843%), e o T-note de 10 anos caiu para 1,4380% (1,4979%).

Em relação aos juros futuros, após os ajustes, o DI para janeiro de 2023 caiu para 11,870% (de 11,896%); para janeiro de 2024 a 11,660% (11,723%); para janeiro de 2025 a 11,490% (11,595%); para janeiro de 2027 a 11,380% (11,573%); para janeiro de 2029 a 11,410% (11,582%); e para janeiro de 2031 a 11,380% (11,572%).

Foto divulgação

Ibovespa: empresas

  • Confira as 3 maiores altas do dia 30, segundo a Eleven Financial:

    📈#CCRO3 +6,95% (R$ 12,31)
    📈#YDUQ3 +4,35% (R$ 21,83)
    📈#BBAS3 +3,34% (R$ 31,84)

  • Confira as 3 maiores baixas do dia 30:

    📉#LWSA3 -10,09% (R$ 13,19)
    📉#CASH3 -9,12% (R$ 2,99)
    📉#CVCB3 -6,39% (R$ 13,62)

Caged

O Caged mostrou uma geração de 253.083 empregos formais em outubro. No ano, o saldo é positivo em 2,645 milhões de empregos. Já o levantamento referente a outubro ficou abaixo da mediana das estimativas (260 mil), que variavam entre 206.121 e 470.065

Ibovespa: commodities

Do lado das commodities, o barril do WTI para janeiro caiu 5,39% na Nymex, para US$ 66,18, enquanto o Brent para fevereiro perdeu 5,45% na ICE, para US$ 69,23 o barril.

O cobre, por sua vez, recuou com incertezas sobre impacto da Ômicron na demanda por commodities. Na Comex, dezembro caiu 2,23%, a US$ 4,2780/libra-peso; na LME, contrato de 3 meses tinha baixa de 1,40%, a US$ 9.458,50/t.

Já o contrato de ouro para fevereiro, que se tornou o mais líquido na Comex, caiu 0,49%, para US$ 1.776,50 por onça-troy.

Coronavírus

Levantamento do consórcio de imprensa mostra que o Brasil registrou na segunda-feira (29) 114 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, com o total de óbitos chegando a 614.428 desde o início da pandemia.

Assim, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias ficou em 227. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -7% e aponta tendência de estabilidade.

Continue lendo

Ações, Units e ETF's

BTG coloca no mercado seu 1º fundo de índice de ações de commodities do país

Atualmente, as commodities representam 65% das exportações brasileiras

Publicado

em

O BTG colocou no mercado seu primeiro fundo de índice de ações de commodities do país. Trata-se do ETF BTG Pactual Teva Ações Commodities Brasil Fundo de Índice (CMDB11), que replica o índice Teva Ações Commodities Brasil, negociado em bolsa.

O movimento se dá em parceria com a Teva Indices, e o ETF reúne 29 empresas brasileiras de commodities responsáveis por 97% das exportações do setor.

Segundo o BTG, o ETF é composto por empresas que atuam em mineração e metalurgia, alimentos de carnes e derivados, papel e celulose, açúcar e álcool, extração de petróleo e produção agrícola.

Sócio e head de renda variável da BTG Pactual Asset Management, Will Landers disse que o Brasil é um dos maiores produtores e exportadores de commodities no mundo, que segue com tendência de alta puxada pela recuperação da demanda internacional.

Ele ressaltou que o ETF CMDB11 nasce como ótima alternativa doméstica para diversificar os investimentos, apostando em um setor atrelado à economia global, com receita dolarizada.

Colheita de soja

BTG – Commodities

De acordo com o BTG, entre julho de 2016 e outubro de 2021 o índice acumulou uma performance de 254,4% ante 98,2% do Ibovespa no mesmo período. Atualmente, as commodities representam 65% das exportações brasileiras. No mercado global, o Brasil representa 50% do comércio mundial de soja, 13,4% da produção global de carnes e 4% da produção de petróleo.

Continue lendo

Ações, Units e ETF's

Ânima (ANIM3) consolida posicionamento em educação médica, diz XP

A companhia anunciou que a DNA Capital investirá R$1 bi na Inspirali

Publicado

em

A XP Investimentos analisou o ativo Ânima Educação (ANIM3) em seu portfólio e optou por reiterar a recomendação de Compra.

De acordo com a corretora, a companhia anunciou que a DNA Capital investirá R$ 1 bilhão na Inspirali, a vertical de faculdades de medicina, por uma participação de 25%.

Também disse que a transação visa acelerar os esforços de expansão da Inspirali e fortalecer seu ecossistema.

E acrescentou que a Inspirali se tornará uma empresa independente para que a transação prossiga e, ao fazer isso, pode destravar valor ao separar os dois negócios – educação não-médica e educação médica.

“Por fim, a transação ajudará a Ânima em seus esforços de desalavancagem, trazendo a dívida líquida/EBITDA pró-forma para 2,8x (considerando os números do 3T21)”, destacou.

Ânima

Em relação à Ânima, o EV atual da companhia por vaga na escola de medicina é de R$ 3,7 milhões, enquanto o da Afya – outra empresa de faculdades de medicina – é de R$ 3,6 milhões.

“No entanto, é importante destacar que Ânima não é uma companhia puramente de faculdades de medicina, sendo que apenas 37% do seu EBITDA de 9M21 derivou da Inspirali. Consequentemente, nossa visão é que uma avaliação por soma das partes poderá revelar mais valor”, rtessaltou.

E disse mais: “a Ânima apresentou um endividamento líquido (excluindo arrendamentos) de R$ 3,1 bilhões no 3T21, sendo que R$ 2 bilhões desse valor serão alocados na Inspirali no momento da reorganização (consulte a Figura 2). A transação deve trazer a dívida líquida/EBITDA pró-forma para 2,8x (excluindo arrendamentos).”

Veja ANIM3 na Bolsa:

Continue lendo

MAIS ACESSADAS