Conecte-se conosco

Criptomoedas

Cibercriminosos voltam a minerar criptomoedas em 2021, diz Kaspersky

Ataque Hacker

Publicado

em

Cibercriminosos voltam a minerar criptomoedas em 2021, diz Kaspersky

Pesquisadores da Kaspersky identificaram que o número de variantes de mineradores maliciosos (cibercriminosos) de criptomoedas quadruplicou.

De acordo com o relatório Malware Q1 2021 da empresa de cibersegurança, a quantidade de modificações únicas passou de 3.815 em fevereiro deste ano para 16.934 em março. Além disso, os especialistas verificaram a existência de mais de 23 mil novas versões desta ameaça no 1º trimestre de 2021.

Esses mineradores são programas maliciosos criados para roubar criptomoedas de dispositivos infectados, sendo frequentemente instalados sem o conhecimento dos usuários para desviar lentamente vários tipos de criptomoedas – em alguns casos, os cibercriminosos podem desviar milhões. Embora eles tenham se tornado uma ferramenta popular em 2018, sua popularidade diminuiu constantemente no último ano.

“É muito cedo para afirmar se a tendência que observamos no primeiro trimestre de 2021 veio para ficar. No entanto, parece que o aumento no valor do Bitcoin e de outras criptomoedas despertou novamente o interesse nos cibercrminosos. Se os mercados de moedas virtuais permanecerem fortes este ano, devemos ver mais campanhas deste tipo no segundo semestre”, comenta Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky .

Cibercriminosos voltam a minerar criptomoedas em 2021, diz Kaspersky

Cibercriminosos: número de novas modificações de mineradores no 1º tri de 2021

A Kaspersky também verificou um aumento no número de internautas que foram alvos de mineradores em 2021, as detecções cresceram de 187.746 em janeiro para 200.045 em março de 2021.

No total, 432.171 usuários únicos foram protegidos dos mineradores no primeiro trimestre de 2021. Outras conclusões do relatório são a diminuição no número de usuários alvos de trojans móveis e bancários (desktop), bem como o aumento de ataques de ransomware, que cresceram de 3.096 detecções no 4º trimestre de 2020 para 4.354 no 1º trimestre de 2021.

Para reduzir o risco de exposição a mineradores, a Kaspersky recomenda:

  • Instale uma solução de segurança forte em seu computador, como o Kaspersky Security Cloud.
  • Como os mineradores são distribuídos como “riskware”, eles não são bloqueados automaticamente por soluções de segurança. Os usuários devem definir as configurações de sua solução de segurança para bloquear quaisquer programas com esta classificação.
  • Sempre mantenha os softwares atualizados. Para evitar que os mineradores explorem vulnerabilidades, use ferramentas que podem detectar vulnerabilidades automaticamente, bem como baixar e instalar as correções.
  • Escolha instalar aplicativos de fontes legítimas em seus dispositivos como, por exemplo, de lojas de aplicativos oficiais.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.