Conecte-se conosco

Empresas

Eletrobras: Eletronorte aprova repactuação de dívida com Amazonas Energia

Valor superior a R$800 mi

Publicado

em

Eletrobras: Eletronorte aprova repactuação de dívida com Amazonas Energia

A Eletrobras informou na noite desta quarta-feira (21), por meio de fato relevante, que sua subsidiária Eletronorte aprovou repactuação de dívida com a Amazonas Energia no valor de R$ 808,750 milhões.

De acordo com o documento, trata-se de celebração do Instrumento de Confissão de Dívidas, cujo objeto é a repactuação da dívida da AmE junto à incorporadora da Amazonas Geração e Transmissão, referente às faturas de operação e manutenção e Potência dos contratos dos Produtores Independentes de Energia, localizados na capital de Manaus, vencidos entre novembro/2020 a julho/2021.

Também disse que as condições da pactuação são: carência de 12 meses de juros e principal encerrando em 30 de junho de 2022, prazo de amortização de 60 meses, taxa de CDI +2,75% a.a., com vinculação, em garantia, de recebimento de créditos estimados de Sobrecontratação e Mercado de Curto Prazo nos montantes de aproximadamente R$ 73 milhões e R$ 80 milhões, respectivamente, que vierem a ser recebido pela AmE e também com garantia equivalente a uma Prestação, prestado por instituição financeira de 1ª linha.

“Trata-se do quarto Instrumento de Confissão de Dívida com a AmE, sendo que os três primeiros foram pactuados pela Amazonas Geração e Transmissão S.A. (incorporada pela Eletronorte), correspondendo a um total de R$ 2.313.216.149,28 bilhões”, destacou.

Eletrobras: Eletronorte aprova repactuação de dívida com Amazonas Energia

Eletrobras

Dois dias atrás a companhia aprovou captação de R$ 1,6 bilhão pela Furnas em quatro operações distintas, conforme fato relevante encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, o movimento foi aprovado pelo conselho da Centrais Elétricas Brasileiras, e se dará por meio de quatro operações junto às seguintes instituições: 1) Banco da Amazônia – BASA no valor de R$ 200 milhões e prazo de pagamento em 5 anos; 2) Banco Itaú no valor de R$ 500 milhões e prazo de pagamento em 5 anos; 3) Banco do Brasil no valor de R$ 600 milhões e prazo de pagamento em 7 anos e 4) Banco Bradesco no valor de R$ 300 milhões e prazo de pagamento em 7 anos.

Também disse que os recursos obtidos por meio destas captações serão destinados ao pagamento de dívidas mais onerosas hoje presentes no balanço da companhia e para o cumprimento do programa de investimentos do biênio 2021/2022.

A Eletrobras está listada na bolsa brasileira (B3) sob o ticker ELET6.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.