Conecte-se conosco

Empresas

Globo pode sair do ar? Bolsonaro não renovará concessão da emissora, afirma portal

Segundo o site Diário do Centro do Mundo, presidente Jair Bolsonaro estaria decidido a barrar nova concessão da Globo.

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro estaria decidido a não renovar a concessão da Globo em 2022, afirmou em uma publicação o editor Daniel César, do portal Diário do Centro do Mundo. Segundo o texto, o chefe do Executivo não irá nem mesmo considerar a documentação exigida para que a renovação seja feita.

Leia mais: Descubra o que está acontecendo com o preço da gasolina: Por que não para de subir?

O portal alinhado à esquerda teria ouvido um parlamentar ligado ao presidente. A fonte, que não foi revelada, teria dito que, “no que depender dele, a Globo termina em 2023”.

A disputa entre Bolsonaro e a emissora vem desde 2019, quando ele afirmou pela primeira vez que poderia negar a autorização para que a empresa continuasse funcionado. O prazo de validade da atual concessão vai até 5 de outubro do próximo ano.

Na teoria, o presidente pode negar, suspender ou cancelar uma concessão. Entretanto, a decisão precisa do aval do Congresso Nacional, o que não deve ocorrer nesse caso. Além de influência política, a emissora conta com o apoio de parlamentares donos de afiliadas e retransmissoras.

Outro motivo para que os políticos barrem uma possível decisão de Bolsonaro contra a Globo é a criação de uma disputa com a maior rede de televisão do país. Em um ano eleitoral, a propaganda é essencial para candidatos e partidos.

No entanto, mesmo que o Congresso aprove a decisão do presidente, a empresa ainda pode entrar na Justiça. Se isso ocorrer, as transmissões continuarão ocorrendo até que haja um julgamento definitivo.

Em 1970, a TV Excelsior perdeu sua concessão após embates contra a ditadura militar. Outro caso de destaque foi o da TV Tupi, que perdeu o direito de renovar o contrato por não ter condições financeiras de manter suas operações.

Publicidade
Comentários

Empresas

Ânima adquire IBCMED Serviços de Educação via Inspirali

A adquirida é uma plataforma digital para a formação de pós-graduação

Publicado

em

A Ânima adquiriu a IBCMED Serviços de Educação via subsidiária Inspirali Educação, conforme fato relevante encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, a adquirida é uma plataforma digital para a formação de pós-graduação de profissionais de saúde, além de uma opção de aquisição da totalidade da participação na sociedade até o final de 2026.

Também disse que o IBCMED foi fundado por Fabiano Karolyi e Israel Dutra em 2015, com objetivo de capacitar profissionais da área médica através de cursos de pós-graduação lato sensu.

E acrescentou que a adquirida já é uma referência nacional na educação médica continuada e obteve resultados expressivos nos últimos anos, contando com uma rede de mais de 5 mil médicos que já participaram de seus cursos.

Ânima – Inspirali – IBCMED

Ainda de acordo com o documento, ao iniciar um curso no IBCMED, o médico participa de uma experiência inovadora de ensino, com qualidade, conhecimentos atualizados e conectados com o mercado de trabalho, tecnologia e recursos digitais, além de contar com um corpo docente amplamente reconhecido nacional e internacionalmente.

Para ampliar a experiência do aluno, o IBCMED trabalha com diversas parcerias, proporcionando, assim, uma experiência completa de aprendizagem, base para o profissional enfrentar os desafios do mercado de trabalho com sabedoria e confiança.

O modelo desenvolvido pelo IBCMED, faz com que os mais de 2.200 alunos ativos tenham uma formação de ponta, e mais de 75% dos alunos hoje estudam na modalidade digital.

Sua abrangência nacional já atingiu alunos em mais de 1.000 cidades do país. Hoje o IBCMED conta com 107 colaboradores com sede administrativa em Porto Alegre.

O IBCMED possui uma receita líquida estimada para 2021 de R$32,7 milhões e uma EBITDA de R$11,2 milhões, números esses não auditados.

Já a Inspirali surgiu como uma vertical de ensino médico integrante do Ecossistema Ânima. Atualmente já é o segundo maior player no ensino médico no Brasil com cerca de 10 mil alunos e potencial de chegar a 15 mil alunos nas suas 14 instituições localizadas em capitais e importantes centros de desenvolvimento do país.

Formada por uma rede de instituições conhecidas por sua excelência no ensino da saúde em tempos de transformação digital e respaldadas por certificações e avaliações do MEC, a Inspirali é reconhecida desde sua origem como o primeiro player privado de educação em qualidade no ensino médico no Brasil.

A Ânima está na bolsa brasileira (B3) sob o ticker ANIM3.

Continue lendo

Empresas

Copel conclui aquisição do Complexo Eólico Vilas por R$1,086 mi

A Copel está na bolsa brasileira (B3) sob o ticker CPLE6

Publicado

em

Crédito: tecmundo

A Copel Geração e Transmissão (Copel GeT) conclui a aquisição do Complexo Eólico Vilas por R$1.086,9 milhão, conforme fato relevante encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, o empreendimento possui financiamentos de longo prazo, com vencimentos até 2040, contratados junto ao Banco do Nordeste (BNB).

Também disse que o Complexo, com 186,7 MW de capacidade instalada, está totalmente em operação e é formado por um conjunto de 5 Parques Eólicos localizados no Munícipio de Serra do Mel – RN, região considerada como uma das melhores do mundo para a geração de energia de fonte eólica, o que permite um elevado fator de capacidade de 56,9% e energia certificada (P50) de 106,3 MW médios.

E acrescentou que parte da energia do empreendimento foi comercializada no ambiente de contratação regulada (ACR) e, até o início do suprimento previsto para 2023 e 2024, essa energia será comercializada no ambiente de contratação livre (ACL).

Copel

Ainda de acordo com o documento, até 2030 cerca de 51% da energia certificada (P50) também está contratada no ACL, remanescendo cerca de 13% da energia disponível para novos contratos.

Dessa forma, os resultados advindos da operação do Complexo já passarão a ser consolidados nas demonstrações financeiras da Companhia a partir do mês de dezembro de 2021.

A conclusão do processo de aquisição desse empreendimento é mais um passo importante na implementação da estratégia da Companhia de crescimento sustentável em energia renovável, ampliando a diversificação da matriz de geração alinhada à Política de Investimentos.

A Copel está na bolsa brasileira (B3) sob o ticker CPLE6.

Veja o documento:

Continue lendo

Empresas

Hospital Care Caledonia conclui aquisição de 60% do Hospital Policlínica Cascavel

A aquisição marca o início do 2º hub no Estado do Paraná

Publicado

em

O Hospital Care Caledonia concluiu a aquisição de 60% das ações do Hospital Policlínica Cascavel, conforme documento encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, a aquisição marca o início do 2º hub no Estado do Paraná e a cidade de Cascavel, a 5ª mais populosa do Estado, será a entrada para o interior do Estado.

Fundado em 1968, o Hospital Policlínica Cascavel, referência em atividades médicas e hospitalares de alta complexidade na região, possui atualmente 130 leitos e está em expansão.

O hospital possui área de UTI adulta, neonatal, cardiológica, maternidade, além de hemodinâmica própria e um corpo clínico qualificado composto por mais de 340 médicos especialistas, fisioterapeutas, psicólogos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

“Esta aquisição está alinhada com a estratégia da Companhia de expansão e formação de hubs em cidades do interior de Estados na região Sudeste, Sul e Centro-Oeste”, destacou.

A companhia está na bolsa brasileira (B3) sob o ticker HCAR3.

Veja o documento:

Continue lendo

MAIS ACESSADAS