Conecte-se conosco

Economia

Índice europeu cai a mínima em 1 mês com preocupações sobre Covid

Índice pan-europeu STOXX 600 caiu 0,95%, a 353 pontos, mínima em um mês.

Publicado

em

As bolsas europeias voltaram a fechar em queda nesta terça-feira, com os temores com as consequências econômicas de medidas de restrição para conter o coronavírus no continente se sobrepondo a balanços corporativos melhores do que o previsto.

O índice pan-europeu STOXX 600 caiu 0,95%, a 353 pontos, uma mínima em um mês, por causa do aumento nos casos de Covid-19 nos Estados Unidos e na Europa e da redução nas perspectivas de aprovação de um pacote de estímulo nos EUA antes da eleição em 3 de novembro. Já o índice FTSEurofirst 300 recuou 0,94%, a 1.365 pontos.

As atenções agora se voltam para a reunião de quinta-feira do Banco Central Europeu, em busca de sinais sobre estímulos fiscais para a zona do euro.

“O BCE deve manter a política monetária até a próxima reunião. As previsões macroeconômicas não serão atualizadas até a reunião de 10 de dezembro, mas o banco terá que reconhecer a deterioração das perspectivas agora”, disse o chefe global de estratégia Win Thin, da Brown Brothers Harriman.

No Reino Unido, a queda no britânico FTSE 100 foi limitadas por um avanço de 3,4% no maior banco da Europa, o HSBC, após sinalizar uma revisão em seu modelo de negócios, acelerando seus planos de diminuição de tamanho e redução de custos.

Índices

O índice Financial Times, em LONDRES, caiu 1,09%, a 5.728 pontos.

O índice DAX, em FRANKFURT, perdeu 0,93%, a 12.063 pontos.

O índice CAC-40, em PARIS, cedeu 1,77%, a 4.730 pontos.

O índice Ftse/Mib, em MILÃO, desvalorizou-se 1,53%, a 18.654 pontos.

O índice Ibex-35, em MADRI, recuou 2,14%, a 6.651 pontos.

O índice PSI20, em LISBOA, despencou 1,83%, a 3.977 pontos.

Continue lendo
Publicidade
Comentários