Conecte-se conosco

Ações, Units e ETF's

Itaú anuncia ETF de renda fixa com carteira de títulos públicos indexados ao IPCA

Com taxa de administração de 0,20% ao ano, fundo B5P211 estreou na B3 em 16 de novembro.

Publicado

em

No contexto em que a pressão da inflação é um risco que aumenta, os investidores foram presenteados com uma nova opção de custo reduzido para investir em títulos públicos. Esses acompanham a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Nesta segunda-feira, 16 de novembro, o Itaú lançou na B3 o “It Now IMA-B 5 P2”, um Exchange Traded Funds (ETF) de renda fixa. Negociado pelo código B5P211, o investimento considera a evolução da carteira de títulos públicos atrelados ao IPCA (Tesouro IPCA). Com prazos de até cinco anos, a sua taxa de administração é de 0,20% ao ano. 

Até outubro de 2020, o benchmark “IMA-B 5 P2” obteve valorização de 4,72%, ante 2,44% do Certificado de Depósito Interbancário (CDI). O cálculo é feito pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

Sobre os rendimentos dos ETFs de renda fixa, incide a alíquota de Imposto de Renda (IR) de 15%, para qualquer prazo da aplicação.

De acordo com a Anbima, tanto IMA-B 5 P2 quanto o IRF-M P2 foram implementados para suprir a demanda de mercado por novos ETFs. 

O IRF-M P2 é constituído por títulos públicos prefixados. Lançado em 2019, o ETF do Itaú “It Now IRF-M P2”, assim como o produto atual, possui taxa de administração de 0,20% ao ano.

Continue lendo
Publicidade
Comentários