Conecte-se conosco

Mercados e Cotações

Confira mais sobre a loteria própria criada pela Bolsa de Valores

A PL para uma nova modalidade de loteria foi apresentado pelo governo do Estado de São Paulo.

Publicado

em

O projeto de lei apresentado pelo governo do Estado de São Paulo, busca concessão à iniciativa privada da nova Loteria Paulista. Ao mesmo tempo em que isso ocorre, o Ministério da Economia, tem construído um modelo semelhante, pensando em abrir o mercado nacional de loterias.

Leia mais: B3 (B3SA3) investe R$ 21,3 milhões em projetos de educação pública

Saiba mais sobre a loteria própria da Bolsa de Valores

O projeto que teve sua aprovação em junho de 2021 pela Assembleia Legislativa, permite que concessão da nova Loteria Paulista. Nesse sentido, a ideia principal era a publicação do edital no dia 25 de fevereiro de 2022 e a realização de um leilão na B3 no dia 29 de março do mesmo ano.

Assim, quem levasse o maior valor seria o responsável por implementar a operação da loteria no Brasil conforme o projeto. Com grandes expectativas de mercado, o potencial previsto é de R$14,1 bilhões por ano em até 20 anos.

Entenda como vai funcionar a loteria estadual paulista

Algumas modalidades principais estão previstas para ocorrer na loteria paulista. Sendo elas, a loteria passiva, em que o indivíduo recebe o bilhete com os números já preenchidos, os jogos prognósticos específicos, numéricos e esportivos. Além disso, para quem quiser a loteria instantânea, mais conhecidas como raspadinhas, também estarão disponíveis, sem contar com as apostas de cota fixa.

Embora o governo de São Paulo já tenha escolhido criar o projeto com apenas uma empresa contratada, até o momento o estado já recebeu propostas de modelagem de onze grupos diferentes.

A empresa que for vencedora no leilão é responsável por implementar o projeto, deverá investir pesadamente em infraestrutura e marketing para impulsionar o projeto. Além disso, será preciso aumentar a capilaridade dos pontos de apostas.

Segundo especialista na área, atualmente, cerca de 20 mil pontos de venda no Brasil são da Caixa, enquanto só em São Paulo haveria de ter 44 mil pontos da Loteria Paulista.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS