Conecte-se conosco

Empresas

Magazine Luiza: tombo de 75% em um ano. Entenda!

O ano de 2022 não começou bem para o Magazine Luiza devido a queda de suas ações. Confira o que está acontecendo!

Publicado

em

Ao que tudo indica, as ações do Magazine Luiza (MGLU3), estão caindo drasticamente. A realidade é que em um ano, entre janeiro de 2021 e janeiro de 2022, a empresa conseguiu registrar uma queda significativa de -75% em seus papéis.

Veja também: Magazine Luiza: linha de empréstimo e cartão de crédito para empresa

Acontece que, geralmente, os investidores possuem uma certa afeição pelas ações do Magazine Luiza (MGLU3) e isso se deu devido à empresa ser responsável, no mínimo, por fazer a entrega do que foi talvez uma das valorizações mais expressivas que a bolsa brasileira já viu.

Todavia, ao que tudo indica, o jogo virou e parece que a ação da varejista voltou a ser um “patinho feio”. Nesse sentido, para os investidores, agora resta saber se esse é o momento para adquirir ações da empresa ou realmente “largá-la de mão”.

À vista disso, Fernando Ferrer, analista de ações da Empiricus, acredita que não vale a pena investir nas ações do Magazine Luiza, hodiernamente.

Em sua análise, o Magazine Luiza deixou de enquadrar-se como um ativo de “quality”, um título dado às ações de empresas que possuem um resultado expressivamente positivo, gerando caixa e boa governança corporativa.

Ou seja, na prática, a varejista é vista hoje como uma empresa ainda em fase de crescimento, com fluxos de caixa estendidos e, principalmente, que não se beneficia do cenário econômico atual.

Destarte, não é o momento de comprar, mas sim vender as ações do Magalu, “mesmo depois da forte queda das ações, o cenário desafiador deve pressionar ainda mais os resultados da companhia, tornando o valuation mais caro e fazendo com que a ação se torne menos atrativa”, conforme explica Fernando Ferrer.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS