Conecte-se conosco

Finanças

Margem de crédito consignado do INSS terá redução a partir de janeiro de 2022

Segurados do INSS voltarão a ter margem menor para contratação de empréstimos ou cartões de crédito consignados.

Publicado

em

Dinheiro

O crédito consignado é uma das opções mais vantajosas para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que precisam de empréstimos e cartão. Com taxas de juros baixas e prazos estendidos para pagar, muitos aproveitam as condições para garantir um dinheiro extra.

Leia mais: Veja como obter perdão de multas do Detran e refinanciar o IPVA

A margem do consignado atualmente é de 40%, sendo 35% para contratação de empréstimos e 5% para uso de cartão de crédito. Essa margem representa o percentual do benefício que esses segurados podem comprometer com esse tipo de gasto.

No início deste ano, o governo ampliou a margem consignável para facilitar o acesso ao crédito durante a pandemia. Essa medida, entretanto, só tem validade até o dia 31 de dezembro de 2021.

A partir de 1º de janeiro de 2022, voltam os valores originais. Os segurados do INSS só poderão comprometer até 35% do que ganham, sendo 30% com empréstimos e 5% com cartão.

Além dos aposentados e pensionistas, também têm acesso ao crédito consignado os servidores públicos ativos e inativos e os militares.

Consultar a margem consignável

Se você se enquadra em um dos grupos que pode ter acesso ao consignado, mas não sabe qual sua margem, é bem simples descobrir. Basta acessar o site ou aplicativo Meu INSS, onde também há informações sobre todos os empréstimos ativos ou já foram quitados. Veja como consultar:

  1. Abra o site Meu INSS;
  2. Faça login informando seu CPF e senha;
  3. Clique em “Extrato de Empréstimo”;
  4. Verifique a margem consignável disponível e outras informações.

Publicidade
Comentários

MAIS ACESSADAS